Começar o próprio negócio – 11 insights sobre geração de recursos

“O que está lhe impedindo nesse momento de começar o próprio negócio?” Esta foi uma pergunta que lançamos recentemente em nossa página oficial no Facebook.

O objetivo era entender o que realmente atrapalha as pessoas de tirarem suas ideias da cabeça e começar a empreender. A resposta comum dada ela maioria: fatores financeiros.

Isso mostra que além de aspectos como a mentalidade, excesso de informação e dificuldades com processos, ausência de um mentor, a falta de recursos é um fator primário determinante para que ideias de negócios não fluam.

Como superar isso? Como gerar recursos para começar o próprio negócio, principalmente na internet? Listamos aqui 11 insights sobre o assunto. Acompanhe!

Gerar recursos para começar o próprio negócio: 11 insights

começar o próprio negócio

#1. “Não é impossível”

Muitos negócios foram iniciados sem capital. Eles contaram com a criatividade, perseverança e decisão de seus criadores. Claro que isso não é uma coisa que vemos todo dia, mas se acontece, é possível.

#2. Há mais dificuldades

Com poucos recursos, as barreiras aumentam e “ocorrem mais dificuldades” para fazer a coisa funcionar. Ter dinheiro para começar torna as coisas relativamente mais fáceis, mas isso pode ser ruim em alguns casos, porque…

#3. Muito dinheiro atrapalha

Muito dinheiro pode mesmo atrapalhar? Como assim? Com pouca ou nenhuma grana, o empreendedor acaba focando em coisas que realmente são eficientes para fazer o negócio caminhar, dando lugar à criatividade e evitando esforços e investimentos desnecessários.

#4. Mais tempo e mais esforço

Começar do zero ou com poucos recursos exige tempo e mais esforço. Se você decidir começar dessa forma, terá que se dispor de perseverança e desejo ardente para fazer acontecer. Pode demorar meses, ou anos.

#5. Investidores

A opção mais clássica é buscar investidores. Esta tática é muito usada em Startups, onde os membros da empresa embrionária buscam pessoas que estão abertas a “ceder” dinheiro para o negócio engrenar. Este é um caminho mais duro de começar o próprio negócio, afinal, a ideia precisa ser de fato inovadora.

#6. Bootstrapping

Quem faz bootstrap usa os seus próprios recursos, geralmente escassos e limitados, para começar o próprio negócio. Isso se tornou comum nas últimas décadas, com empresas começando na garagem de casa ou no próprio quarto. A internet é o mercado com grande potencial para esse tipo de iniciativa!

#7. Crowdfunding

O crowdfunding, financiamento coletivo, é a obtenção de capital para iniciativas de interesse coletivo através da agregação de múltiplas fontes de financiamento. O termo é muitas vezes usado em ações na Internet com o objetivo de arrecadar dinheiro para um projeto.

#8. Venda

Ter iniciativa de venda é fundamental, independente se o produto é seu ou de outra pessoa. Você pode começar pequeno e ir aumentando os recursos de forma gradativa. Você pode se dedicar ao seu salário durante o dia e ao lucro durante à noite (saiba mais aqui). Vendas é a quarta etapa da criação de negócios tratada no Acelerador Digital.

#9. Networking

Os homens de negócios conhecem bem o poder de uma boa rede de contatos. Quando você tem facilidade em conquistar pessoas e fazer amigos, poderá sempre contar com boas parcerias. Vender o seu projeto a um amigo ou conhecido pode fazer seu negócio dar os primeiros passos.

#10. Criatividade

Lembra que falamos que a escassez de recursos pode ser importante para a inovação? Deixe sua criatividade florescer na hora de começar seu próprio negócio digital, afinal, este é um recurso interno, ou seja, você não depende de outros para desenvolvê-la. Conecte os pontos. Use seu conhecimento para criar novas formas de conseguir recursos.

#11. Estude

Parece o conselho que nossa mãe nos dá na infância: “estude para ter um bom emprego”. Nesse caso é: “estude para ter um bom negócio”. Empreendedor sem algum tipo de conhecimento não existe. Você precisa necessariamente ter um bacharelado, mas não seja um “analfabeto” (o conhecimento é um ativo que ninguém pode tirar de você).

Estes foram nossos 11 insights sobre começar o próprio negócio. Identifique quais desses pontos se encaixam melhor em sua situação e aplique em sua estratégia. O importante é não deixar a ideia na cabeça e seguir em direção ao lançamento de seu negócio na internet.

Abaixo segue o link de um podcast em que Pedro Quintanilha fala sobre o assunto:

>>>É possível empreender sem investir? Ouvir agora no Soundclound<<<