Como Se Livrar Do Excesso De Informação

excesso de informação

Excesso de informação já foi tratado por alguns profissionais como o “mal do século”. Este grande e terrível vilão tem se tornado inevitável na atual era, onde a produção de conteúdo beira ao infinito.

A “angústia é grande”, e o “saber demais, um problema”. Quem sofre com isso, vive como se estivesse pisando em um chão não firme, pois a carga de informações disponível em sites, blogs, livros, televisão, surge em toneladas.

A partir dos anos 2001, até uma nova versão para a doença hipocondria surgiu: a “cybercondria”, caracterizada por sintomas imaginários. Quem adquire a síndrome não consegue dormir porque não quer perder tempo ao consumir mais informações.

O quadro agudo tende a elevar o sentimento constante de obsolescência, a sensação de inutilidade. Isso porque “quanto mais sabemos, menos seguros nos sentimos.”

A exaustão do sistema nervoso é algo que pode se tornar mais comum se a pessoa não impor limites a si mesma no consumo de informação. No caso da internet, se você é uma pessoa que pesquisa coisas de forma acelerada, tenha cuidado, pois pode estar sofrendo de ansiedade da informação.

Excesso de Informação: Comum no Mercado Digital

Ao lidar com centenas de pessoas todos os dias, percebemos que o excesso de informação é um sofrimento comum aos profissionais e futuros profissionais do mercado digital.

Como tudo ainda é “novo” no ambiente digital, e como muita gente está fazendo as coisas de maneira parecida, quem consome conteúdo acaba ficando confuso por seguir todos ao mesmo tempo

Quantas assinaturas de newsletter você recebe no e-mail? Quantas fanpages você curte no Facebook? Em quantos conteúdos de blog você clica todos os dias? Quantos vídeos assiste no Youtube? Quantos podcasts ouve? Tem conseguido dar conta das informações que chegam até você?

Algumas consequências de estar seguindo muita gente, e tentando absorver tudo ao seu redor, além do que já tratei acima, é estar travado em seu objetivo de vida. De repente seja isso que esteja te impedindo de executar sua ideia de negócio. O que fazer então?

Curadoria: Adeus Excesso de Informação!

Apesar de o termo ser comumente tratado em artes, não se resume apenas a isso, sendo na verdade, o melhor caminho para vencer o problema de excesso de informação. Curador, no masculino, tem origem no latim “curator”, aquele que cuida de algo, um guardião.

A palavra também é muito utilizada no setor de produção de conteúdo para web, onde o profissional é responsável por separar, peneirar e administrar conteúdos. Em palavras simples, “é jogar na lixeira o que não presta, deixar o que não interessa de lado e aproveitar o que é interessante de verdade”.

Esse trabalho é fundamental diante de toda superficialidade em relação à assimilação das informações no meio online. Tentar consumir tudo ao mesmo tempo é correr o risco de se tornar menos inteligente, menos focado e mais ansioso.

A curadoria digital propõe o consumo de conteúdo e o uso da internet de forma planejada, levando você a se dedicar a apenas um assunto por vez como forma de manter o foco e otimizar o raciocínio e a inteligência. Não é difícil identificar conteúdos de má qualidade. Abra mão deles e absorva só o que vai agregar conhecimento a você.

Por isso comece a “curar” o que você consome… Que tal “Descadastrar” newsletters”? “Descurtir” fanpages? “Desseguir” gurus? Faça uma lista do que é mais importante para você nesse exato momento, descarte o resto, ou pelo menos deixe em Stand-By.

3 Conselhos Para Não se Tornar Um “Aspirador de Bits”

Para lhe ajudar ainda mais a vencer o excesso de informação, incluo aqui 3 conselhos eficientes. Analise e aplique em seu dia a dia!

#1. Defina Seu Objetivo Principal

Se você tem um propósito de vida definido, vai ficar fácil definir o que converge com ele. Mas se você ainda não sabe, comece agora a definir sua missão. “Você poderá dizer que encontrou sua vocação no dia em que sua história de vida influenciar seu trabalho – e não apenas o contrário”.

Sabendo exatamente o que você quer e deve fazer, basta identificar o que há de melhor a ser consumido e focar apenas nisso. Uma analogia que podemos usar é: “cada informação é uma pedra, que ao ser juntada a outras, forma um bloco. Somente com estes blocos organizados, é que se temos o conhecimento”.

#2. Se Planeje Todo Dia a Noite

Esta dica é excelente para os improdutivos! Um hábito bastante eficiente é anotar as tarefas por ordem de prioridade na noite anterior. Você pode começar com as 3 mais importantes, jogando as menos prioritárias para o fim da lista.

Não inclua coisas banais, mas apenas as que garantirão resultados. Utilize aplicativos, agenda, bloco de notas, lembretes, despertador, postites, enfim, se valha de ferramentas e recursos para facilitar seu dia a dia. No caso de consumo de conteúdo, dê atenção apenas ao que você precisa aprender de mais urgente.

#3. Mantenha o Foco

Ok, você tem um propósito, está anotando as tarefas mais importantes. mas isso não será útil se você não manter o foco na execução. Pensar, planejar e raciocinar antes é essencial, mas “ir e fazer” é determinante para o êxito.

É o que promovemos em validação de ideias e aplicação de negócios. Muita gente cai no erro de não se planejar, outras, quando planejam, não executam. Então, planeje e execute assegurando foco. Garanto que você esquecerá mais facilmente do que não é importante.

 Fechando…

Enfim, amigo leitor, com a adoção destas dicas práticas, você consegue se livrar do excesso de informação e tirar suas ideias do papel. Comece agora mesmo a programar sua mente e garantir maior produtividade para empreender!

Está tentando empreender, mas sofrendo com excesso de informação? Cliquei aqui!

  • Pablo Vieira

    Tenho passado por isso recentemente! É MUITA informação para absorver. Mas estou mantendo o foco em meu projeto online!

    • Paulo

      Legal, Pablo Vieira! Sucesso aí em seu projeto

  • Excelente post, precisava ler isso agora, obrigada!