Caso de Sucesso – Juvenal Valentim da Agência Dinamiza

“De ajudante de cozinha a empreendedor e dono de agência”

Juvenal Valentim é fundador da agência Dinamiza. Começou a trabalhar muito cedo para ajudar sua família. Se tornou homem da casa aos 14 anos. Passando por inúmeras dificuldades financeiras, teve que ajudar sua mãe a criar sua irmã, que ainda era bem pequena.

Conforme foi crescendo, teve que trabalhar duro, se arriscando em diversos bicos, como ajudante de obra, auxiliar em cozinha de restaurante e garçom. Em meio à essa tempestade, Juvenal começou a alimentar o sonho de trabalhar com publicidade e montar seu próprio negócio.

Ele conta que quando ainda era garoto, ele passou em frente a um outdoor na estrada e ficou fascinado com a arte impressa: “Eu comecei a buscar aprendizado. Pesquisei sobre o assunto na internet, que era ainda discada, e uma semana depois, baixei um programa de edição de imagem.”  – Revela Juvenal.

Após já ter certa habilidade, conseguiu abrir sua primeira empresa, uma pequena gráfica numa lojinha em frente a sua casa. O negócio durou apenas um ano, pois com apenas 18 anos, ele não tinha experiência com administração.

“Não sobrevivi. Quebrei! Não tinha a experiência necessária para gerir uma empresa. Voltei a trabalhar como garçom. Mas, uma luz surgiu novamente e tive a oportunidade de voltar para o meu negócio. Apesar da insegurança, decidi pedir demissão e insistir na construção do meu sonho.”

Ele conta que abriu a mesma gráfica, no mesmo local. Mas quebrou mais uma vez.: “Após essa segunda queda, as coisas ficaram ruins para mim. Estava de casamento marcado, mas sem emprego. Eu estava quase desistindo do meu sonho”

“Isso não é para você!” “Você não é capaz!” Foram frases que ele disse para si mesmo durante a intempérie. Afinal, as contas não paravam de chegar, e o dinheiro… não aparecia. “Com bastante esforço, consegui um emprego de garçom durante o dia, enquanto também atuei como ajudante de cozinha à noite. Com isso, decidi casar.”

Uma nova fase se iniciou na vida de Juvenal. Depois de já estar recém-casado, conseguiu um emprego como designer numa empresa de sua cidade. No entanto, essa etapa também seria marcada por inúmeros obstáculos, como o compromisso duro de pagar aluguel de sua casa e o atraso de pagamento.

“As contas não paravam de chegar. Era angustiante ver as dívidas se acumulando ao ponto de virar uma bola de neve. Não enxergávamos  solução. Foi como se eu tivesse entrado em buraco e não conseguisse mais sair.” – Se emociona Taíslana Padilha, esposa de Juvenal.

O jovem empreendedor ainda narra: “Nessa empresa a qual eu trabalhava como designer, eu conheci um cara que me encantou. Ele me trouxe de volta à vida. O brilho do olho voltou, e a vontade de fazer as coisas acontecerem surgiram dentro de mim. Essa cara me motivou”

Juvenal conta que não tinha grana, não tinha nada que pudesse servir como investimento, nem conhecia alguém que pudesse investir em sua ideia. “Eu só tinha um sonho”. Mas, seu recém-amigo acreditou nele e fez com ele saísse do emprego…

Esse amigo ao qual Juvenal se refere é o Pedro Quintanilha. Confira no vídeo o desfecho dessa história e se inspire para fazer acontecer!

“O Acelerador Digital Me Ajudou a Criar e Acelerar Minha Agência”