O que é uma Startup?

o-que-e-uma-startup

“Não há nada errado em ser pequeno. Você pode fazer grandes coisas com uma equipe pequena” – (Jason Fried)

No segmento das empresas de pequeno porte, existe uma modalidade organizacional específica denominada: Startup. Ela pode ser definida inicialmente como empresa iniciante de tecnologia (Fernandes, 2015).

Uma organização com um histórico operacional limitado, um negócio recém-criado, em fase de desenvolvimento e ainda em processo de pesquisa de mercado.

O termo se tornou bastante popular no mundo no período da bolha da internet, quando um grande número de empresas pontocom foram fundadas, principalmente nos EUA. O famoso Vale do Silício, região na qual está situado um conjunto de empresas implantadas, é um centro de Startups desde a década de 1950.

Empresas Startups, normalmente tem por base a tecnologia, possuem espírito empreendedor e uma constante busca por um modelo de negócio inovador. Este modelo estratégico é a forma principal de como a startup gera valor, ou seja, como transforma o trabalho em dinheiro.

O que é Uma Startup: Pontos de Vista Diferentes

Alguns acreditam que qualquer pequena empresa em seu período inicial pode ser considerada uma startup. Outros, porém, defendem que uma startup é uma empresa com custos de manutenção baixos, mas que consegue crescer rapidamente e gerar lucros consideráveis.

As duas formas são válidas, mas há uma definição mais atual, que parece agradar tanto especialistas quanto investidores: “Startup é um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza” (Exame).

O Que é Uma Startup: 3 características gerais

#1. Cenário de incerteza: não há como afirmar se a ideia e projeto de empresa irão realmente dar certo – ou ao menos se provarem sustentáveis. As fases de planejamento e validação são essenciais e devem ser bem trabalhados pelos envolvidos.

#2. Ser repetível: precisa ser capaz de entregar o mesmo produto novamente em escala potencialmente ilimitada, sem muitas adaptações ou adaptações para cada cliente. Isso pode ser colocado em prática, tanto ao vender a mesma unidade do produto por diversas vezes, ou tendo-os sempre disponíveis.

#3. Ser escalável: este é o grande diferencial de uma startup. Ela precisa crescer cada vez mais, sem que isso influencie no modelo central de negócios. Escalar em receita, mas com custos reduzidos cada vez mais. Isso fará com que a margem aumente, que os lucros acumulem e que riqueza seja gerada.

“A única coisa pior do que começar algo e falhar… é não começar nada”
(Seth Godin)

o-que-e-uma-startup