Paixão pelo Trabalho? Como Alinhar Seu Ofício Ao Que Você Ama!

Paixão pelo trabalho: “Identifique uma Causa pela qual lutar. Isso faz toda a diferença” – Geração de Valor

como-alinhar-trabalho-a-paixao

O alinhamento do trabalho a paixão é um ponto que exploramos bastante na construção do mindset empreendedor. Afinal, quem não gostaria de trabalhar com aquilo que você realmente ama? Certa vez li algo que achei bastante interessante:

Você poderá dizer que encontrou sua vocação no dia em que sua história de vida influenciar seu trabalho – e não apenas o contrário.

Muitos acreditam que viver sua paixão não passa de um sonho, algo intangível, que nunca será realizado. Creem que paixão pelo trabalho é coisa que existe só na fantasia. Como se isso fosse privilégio de um grupo reduzido de pessoas capazes de encontrar trabalhos que amam realizar.

Papo furado! Qualquer pessoa pode, se não deve, integrar sua carreira à paixão. Como? Continue lendo este artigo e descubra como ter uma vida mais feliz!

Paixão pelo Trabalho é Possível!

Vamos primeiro entender o conceito de crença. As crenças são geralmente produzidas por experiências emocionais vividas. Por exemplo, quando passamos por momentos de alegria, tristeza, raiva ou medo.

Nossa mente é projetada para registrar esses momentos importantes e lembrar-se positiva ou negativamente deles. Isso acontece para nos manter perto ou longe de experiências similares no futuro.

As paixões, por sua vez, estão diretamente relacionadas a esses momentos, mas especificamente nos bons. Por meio da emoção que sentimos em relação aos fatos, é que eles se conectam às nossas vidas e destravam as emoções enraizadas.

A paixão é alimentada pela motivação emocional. Este é o lugar onde a vocação se origina, ou pelo menos deveria se originar. Por isso já deve estar na hora de você descobrir sua paixão, ou então, criá-la.

A intuição é grande aliada para encontrar o caminho da paixão pelo trabalho. O grande erro de muitas pessoas é fazer planos diferentes do que se encaixa em sua essência. Isso acontece porque você não vai receber uma mensagem caída do céu dizendo: “sua sua missão é essa!”.

O segredo então é ir se descobrindo, caminhando e estar sensível à própria intuição. Na maioria dos casos, você vai percebendo o que realmente ama fazer. Um hobby, uma vocação, um talento, um dom? Aquilo que te faz se sentir bem a tal ponto que as horas passam sem perceber.

Sabia que cada vez mais cresce o número de jovens infelizes com os seus rumos profissionais? Esse fato ultrapassa os sintomas da crise econômica ou das oportunidades, revelando um cenário com causas enraizadas na dificuldade de toda uma geração em descobrir qual é o seu propósito profissional.

Encontrar a paixão profissional, de fato, não é tão fácil como parece, mas tudo fica bem mais claro a partir de uma mudança de visão (falei sobre ela no início desse capítulo). Bem, aqui vai um grande segredo:

Em vez de enxergar a vida dividida entre os lados pessoal e profissional, passe a enxergá-la como sendo uma só. Cada aspecto, claro, precisa ser preenchido da forma correta.

Mas isso é uma questão de….

Atitude!

As pessoas que descobrem quem realmente são e identificam aquilo que nasceram para fazer, são felizes tanto no trabalho quanto fora dele. Uma coisa é certa:

“Permanecer em um emprego que odeia não só irá continuar deixando você infeliz, como também irá travar todo o seu potencial. O mesmo vale para quem decide empreender em um nicho só pelos ganhos financeiros”.

Faça o que ama!

Existem diversas formas de encontrar a grande paixão no trabalho e se livrar de toda a frustração e falta de motivação. Para isso, é preciso fazer exercícios de autoconhecimento e ter coragem para tomar decisões firmes.

Existe um exercício prático que propomos no Programa De Treinamento Acelerador Digital que ajuda bastante nesse sentido. São perguntas que clareiam a visão:

  • Do que se arrependeria de não ter feito?
  • De quem sentiria mais falta?
  • Quem você deixaria de ser?
  • Relacione no mínimo 7 valores pessoais. São eles princípios, emoções ou relacionamentos que são mais importantes pra você.

“Quando estamos conscientes dos valores, eles agem como uma bússola, guiando-nos a medida que respondemos as perguntas mais importantes de nossa vida.” (Louis Barajas)

Esperamos que essa reflexão leve você a encontrar uma vida mais plena e abundante. Agora segue uma pergunta para você interagir: Qual sua visão sobre paixão e trabalho? Compartilhe conosco nos comentários!

Assista também o vídeo em falo sobre isso!