[Caso de sucesso] Como aumentamos o número de visitas orgânicas em mais de 300% em 24 meses

Você já se perguntou alguma vez sobre como você poderia aumentar o número de visitas do seu negócio digital sem ter que investir mais em tráfego pago?

Um dia nós nos perguntamos isso aqui no Mentalidade Empreendedora e adotamos uma solução muito eficaz…

MARKETING DE CONTEÚDO!

Pode ser que você também esteja buscando resolver essa mesma questão de tráfego/visitas para melhorar a performance do seu negócio online.

Certo, então acompanhe este artigo até o final e entenda como você também pode aumentar seu tráfego de forma contínua e duradoura a longo prazo fazendo marketing de conteúdo!

O Conteúdo é a tendência inevitável para conquistar clientes

É muito provável que você já tenha ouvido falar muito sobre marketing de conteúdo. E foi numa estratégia desse tipo, focada num conteúdo consistente, que nós alcançamos esse resultado: aumento de 300% em tráfego orgânico.

Apostamos alto na produção de conteúdo de qualidade em nossas plataformas digitais e trabalhamos duro para torná-los relevantes. E foi isso que aumentou tanto o nosso número de visitas.

marketing de conteúdo
O gráfico mostra o aumento de tráfego. Há uma pequena queda em 2016, por conta de algumas mudanças estratégicas, mas percebe-se o crescimento ao longo do tempo.

E os números comprovam que essa aposta foi certeira e não nos enganamos. Recentemente a Content Trends 2017 mostrou números muito interessantes sobre os resultados do marketing de conteúdo.

Um dos dados da pesquisa que mais chama a atenção é que as empresas que adotam estratégias de marketing de conteúdo tem em média 2,2 vezes mais visitas e 3,2 vezes mais leads que as que não adotam. Esse é um tremendo motivo para você fazer marketing de conteúdo agora.

Outro ponto importante é que 71% das empresas que estão presentes nesse mercado já adotam estratégias de marketing de conteúdo. Portanto, cada vez mais o conteúdo passa a ser pré-requisito para fazer negócios online e deixar de fazê-lo significa perder em competitividade.

E foi por isso que…

Decidimos criar conteúdo de alto valor para os nossos leitores

Essa foi uma das decisões mais importantes que tomamos aqui no nosso negócio, foi um dos fatores que nos levou a um outro patamar.

Houve uma época em que usamos o conteúdo de forma mais imediatista, fazendo principalmente reviews de infoprodutos disponíveis no mercado de afiliados. Eram artigos voltados para o consumo de um produto final.

Isso funcionou por um bom tempo e nos ajudou a conseguir ser Top Afiliados em diversos produtos do mercado, mas percebemos o marketing de conteúdo poderia nos proporcionar muito mais.

Em resumo, entendemos que, se publicássemos formatos relevantes, teríamos um tipo de combustível para nos ajudar a chegar onde queríamos.

Ao perceber isso foi que nós decidimos nos dedicar na criação de posts épicos que realmente entregassem um valor acima das expectativas do leitor.

Podemos citar 2 exemplos:

Artigo #1: Segredo Revelado: como criar um império milionário com produtos digitais.

marketing de conteúdo
Artigo aparece nos primeiros resultados do Google.

Nunca ligamos de “entregar o ouro”.

Se você cavar fundo aqui no blog, terá uma espécie de “curso intensivo a céu aberto” sobre empreendedorismo e marketing digital. Vou citar o caso deste artigo que publicamos há um tempo sobre infoprodutos.

Inicialmente, o título do artigo parece apenas uma daquelas headlines sensacionalistas dos blogs de internet marketing, mas ao clicar no conteúdo, você se depara com uma verdadeira chuva de informações.

Nós destrinchamos toda a essência dos negócios digitais de sucesso, dando o caminho para ganhar dinheiro com a criação de produtos digitais.

O texto é bem estruturado, bem escrito, com dados e informações que provam que foi produzido com base em pesquisas aprofundadas. 

Esse texto é apenas uma amostra do que levou Pedro e o seu sócio, Marcos Eduardo, aos resultados como Top Afiliados nos principais produtos do mercado durante anos consecutivos.

Além do mais, foi isso que preparou o terreno para que eles se tornassem infoprodutores de sucesso.

Artigo #2: Mindset Empreendedor – A chave mestra para acelerar seu crescimento

marketing de conteúdo
Como você pode ver na imagem, o artigo está em primeiro lugar no ranking do Google para o termo mindset empreendedor.

Neste artigo, Pedro Quintanilha decidiu entregar um verdadeiro guia para aprender a pensar certo. E não aborda nada anormal, que te motive apenas enquanto lê, ou que te leve a meia hora de motivação.

Não é um artigo com um punhado de frases de efeito, nem uma fórmula mágica, tampouco uma receita milagrosa.

O que você lê nele é ciência aplicada, um método usado por grandes nomes como Napoleon Hill, Dale Carnegie, Tony Robbins, Daniel Golleman e muitos outros empreendedores que fizeram e fazem história no mundo.

A ideia do artigo é que se a pessoa aplicar o que ele aborda, pode ver sua vida mudar de verdade, sem rodeios, sem “mais ou menos”. Isso é conteúdo poderoso!

Uma pesquisa da DemandMetric mostra que 78% dos CMOs (diretores de Marketing) afirmam que o conteúdo personalizado é o futuro do marketing. Conteúdo profissional e personalizado, brother, isso é poderoso!

O que é mais valioso: um consumidor ou um seguidor?

Essa não é uma pergunta simples de se responder, mas justifica todo o valor de um bom conteúdo. É necessário analisar todo o contexto cultural da civilização em que vivemos. Vamos explicar melhor…

O desenvolvimento tecnológico do mundo do qual desfrutamos configurou uma nova relação entre o público consumidor e as marcas e empresas.

Antigamente, o consumidor apenas ouvia o que as empresas tinham para falar. Só quem tinha acesso aos meios de comunicação, os quais exigiam grandes investimentos, era quem conseguia contar histórias e divulgar conteúdo.

Portanto a relação entre o cidadão comum e as marcas que consumia era sempre uma via de mão única, sempre a empresa “falando” (na rádio, na televisão, no jornal, etc) e o consumidor “ouvindo”.

Hoje em dia vivemos uma era onde o público consumidor está interagindo em tempo real com o conteúdo que consome. O cidadão comum pode, ele mesmo, contar suas próprias histórias, compartilhar os seus valores e opiniões a cerca do mundo.

E o principal: mais do que nunca o consumidor quer, e pode, afirmar para todos os seus gostos e preferências. Hoje o poder está cada vez mais nas mãos do consumidor, que pode pesquisar informações ilimitadas pela web.

O consumidor está cada vez mais esperto e exigente. E agora ele busca mais que apenas o consumo.

As pessoas não querem mais ter relação exclusivamente transacional com as empresas. Elas querem mais do que consumir. Querem adquirir experiências e compartilhar valores.

Esse é o pensamento exprimido por Rafael Rez, um dos maiores nomes sobre marketing de conteúdo, em seu livro “Marketing de Conteúdo: A Moeda do Século XXI”, e que já palestrou em nossos eventos do Mentalidade Empreendedora Summit.

O autor defende que o marketing de conteúdo é a maneira mais segura e perene de se estabelecer uma relação comercial com uma audiência qualificada.

O alinhamento dessas ideias vai de encontro com o que já é preconizado há um bom tempo por pesos-pesados do marketing, como Philip Kotler e Seth Godin.

E isso é reflexo direto dos novos hábitos de consumo de informação, que acontecem cada vez mais dentro de plataformas digitais.

Essas plataformas visam a boa experiência do usuário que busca consumir essas informações. Isso é muito importante, falaremos mais sobre isso mais a frente no artigo.

O conteúdo ensina as pessoas a comprar

Um dos medos que todo ser humano compartilha é o de ser enganado. É por isso que desconfiamos de pessoas quando percebemos que elas estão descaradamente tentando nos convencer de algo.

Na internet, pesquisamos sobre a solução para nossos problemas, e também sobre nossos próprios interesses.

Ao considerar a compra de qualquer coisa, já é um hábito ir pesquisar no Google sobre um determinado produto. E essa necessidade é ainda maior quando não conhecemos com detalhes a empresa fornecedora ou prestadora.

Esse é um dos principais trunfos do marketing de conteúdo, ele tem a capacidade de atrair pessoas que buscam informações específicas e instruí-las sobre esse determinado assunto,  gerando uma audiência que enxergará credibilidade e também autoridade em você.

O conteúdo que gera valor é aquele em que a sua audiência realiza descobertas. Aquele onde se aprende algo novo, ou se aprofunda mais em um assunto de interesse deles. Quando seu conteúdo consegue cumprir esse papel na vida dos seus leitores, você fará parte da vida deles.

Aqui no blog, em todos os lançamentos que fizemos do Acelerador Digital, que foi nosso principal treinamento por anos, havia conteúdo educando e conscientizando o consumidor. Essa estratégia nos levou de 100 mil a 1 milhão em um período de meses.

Conteúdos certeiros, para diferentes pessoas em momentos específicos

Uma das táticas que mais fizeram diferença para conseguirmos alcançar mais visitas foi pensar nas mais diferentes personas que poderíamos atingir em nosso nicho, assim como considerar as várias fases da jornada de compras de cada uma delas.

Por exemplo, no Mentalidade Empreendedora nós falamos principalmente sobre performance no empreendedorismo, somos essencialmente uma escola de negócios que contribui com o mercado ensinando estratégias digitais que aplicamos e comprovamos usando nossa própria empresa como laboratório.

Compreendemos que dentro deste nicho existem personas com diferentes necessidades. Existem pessoas que estão começando no mercado agora, existem outras que já adquiriram uma certa experiência e existem as que já têm empresas bem consolidadas.

Portanto focamos em produzir conteúdos específicos para cada uma dessas três personas diferentes.

Identificando e detalhando as dores e as necessidades de cada uma delas, conseguimos definir eixos centrais para trilhas de conteúdo.

Dessa forma podemos oferecer como produtos desde um e-book com os passos iniciais para abrir uma empresa, até mentorias avançadas para negócios online, como é o caso do Mentalidade Master.

A partir do eixo central de cada trilha, buscamos criar conteúdos para as diferentes etapas da jornada de compra das diferentes personas.

Abordando os princípios psicológicos de venda nas etapas de atenção, interesse, desejo e ação (modelo AIDA), você terá uma lista de objetivos para criar conteúdos para sua audiência.

Por isso apostamos em séries de conteúdos

Sabendo o que e para quem gerar conteúdo, avaliamos quais os formatos produzir e como organizá-los.

Ao se trabalhar com tantas pautas e diferentes personas, existia a necessidade de promovê-los de uma maneira que fizesse sentido para audiência. E a maneira mais produtiva que encontramos foi organizar séries de conteúdos.

Dessa maneira a macro organização do conteúdo fica mais consumível a longo prazo, com um caminho claro a ser percorrido pelo leitor.

Os diferentes interesses relacionados ao nosso nicho de atuação no mercado têm artigos que atendem dúvidas, e a partir disso os leitores são “pescados”, e encontram um trajeto de conteúdos que respondem outras dúvidas. Esse trajeto conduzem os leitores aos nosso objetivos como negócio.

E esse trajeto é uma via de mão dupla, onde o leitor pode interagir com o que falamos. Nessas interações nós colhemos informações que apontam melhorias a serem feitas e oportunidades a serem aproveitadas.

BINGO!

As nossas séries de conteúdos fazem intercâmbios entre Blog e Youtube

Essas séries de conteúdos acontecem em posts sequenciais no blog e séries de vídeos no youtube.

Entretanto, os conteúdos se relacionam. Os vídeos que são postados no canal no Youtube também são utilizados como material de apoio no próprio blog.

Alguns deles são utilizados também como matéria base para a produção de novos artigos no blog. Podemos citar como exemplo a série Cultura Empresarial:

Assim como usamos o canal do youtube para promover o nosso blog, apontando para conteúdos relevantes que foram postados aqui.

Lembre-se sempre que o conceito do Youtube é cada um ter um canal de vídeo personalizado. Como se cada pessoa ou empresa pudesse ser uma emissora de TV de si mesma.

Aliás, é muito recomendado trabalhar com vídeos do Youtube em seu blog, sobretudo se for um canal próprio. O uso de vídeos é visto como um fator de qualidade para experiência do usuário pelos motores de busca, desde que eles estejam bem relacionados com o conteúdo chave.

O Youtube é a plataforma de vídeos do Google, e hoje comporta mais 1,5 bilhões de usuários mensais. Desde 2010, a plataforma é o segundo motor de busca mais utilizado na internet, ficando atrás somente da própria barra de busca do Google.

Além disso, as descrições dos vídeos no Youtube ajudam a atrair tráfego, convertendo-os em leads através de links externos que você pode usar ali. Essa descrição, quando trabalhando bem com palavras-chaves e tags, ajuda a rankear no Google o conteúdo que você quer divulgar.

Os vídeos são, na verdade, a maior tendência para a internet. Segundo os dados da Cisco, o tráfego de vídeos na internet em 2019 será equivalente a 80% do consumo global de informação na rede.

Portanto sem dúvida nenhuma que ter um canal no Youtube, relacionado diretamente com o conteúdo em nosso Blog, foi um fator muito preponderante para conquistar mais visitas para o nosso site.

Recorrência é o nosso mantra

Sabe porque as pessoas acompanham série de TV ou novelas? Basicamente porque elas sabem quando haverá um próximo episódio que trará novas informações que ela quer saber.

As pessoas aguardam ansiosamente os próximos episódios ansiosamente pois buscam uma experiência nova na história, querem descobrir alguma coisa que elas ainda não conhecem na trama.

A periodicidade é uma forma de criar um hábito para o cérebro do leitor, um padrão de quando e como encontrar algum tipo de conteúdo. E o cérebro adora um padrão para economizar energia.

E os números do mercado comprovam isso, as empresas que publicam conteúdo com maior frequência são as que recebem mais visitas em seus sites e blogs.

O mesmo estudo Content Trends 2017, que citamos no início, aponta que as empresas que publicam mais de 13 conteúdos mensais conseguem em média 4,2 vezes mais visitas que as que publicam com baixa frequência.

Foi pensando nisso que decidimos que nossos conteúdos deveriam ser produzidos e postados com recorrência consistente de conteúdos relevantes para públicos específicos.

É assim que os maiores portais da internet costumam trabalhar com seus conteúdos, com relevância, quantidade e consistência.

Por 24 meses, nós do Mentalidade Empreendedora publicamos conteúdo toda semana, sem exceção. Mesmo em períodos adversos, como feriados e férias. Sempre estivemos atualizando o blog semanalmente. Se duvidar, é só conferir o nosso blog e atentar para a data das postagens.

Produzimos conteúdo pensando no usuário e em SEO

Lembra que falamos que estamos na era em que o consumidor tem poder e que os mecanismos de busca priorizam sites que proporcionam boa experiência para os usuários?

Pois então, produzir um conteúdo pensando em como ele será consumido e encontrado é uma das chaves para conquistar uma audiência e conseguir convertê-la em clientes.

No meu livro “A Arte de Escrever para Web”, eu esclareço muito bem que conteúdo para web é muito diferente de redação publicitária. Isso porque os hábitos de consumo digital tem suas peculiaridades que influenciam diretamente em como o seu conteúdo será percebido pela audiência.

Isso quer dizer que seu conteúdo deve contemplar uma redação estratégica com estética própria para um consumo facilitado. E também estratégias que proporcionam uma boa posição nos resultados de busca.

Seguem algumas dicas importantes para elaborar o seu conteúdo de forma otimizado para a experiência do usuário e para um bom rankeamento.

Faça conteúdos com uma palavra-chave em foco

Tenha sempre em mente que as pessoas buscam informações nos motores de buscas a partir de palavras-chaves chaves suas variações.

Essas palavras-chaves traduzem o interesse e o estado emocional de um usuário na rede. Ao definir o conteúdo que vai ser criado, reflita com profundidade sobre o que o usuário está pensando ao fazer aquela busca.

Essa palavra-chave deve estar presente no conteúdo com uma certa densidade. Não existe uma regra específica para isso, mas é conhecido que a densidade ideal da palavra-chave no conteúdo seja entre 1,5% a 2% do total de palavras do conteúdo.

Pense em Link Building

Essa é a prática de fazer apontamentos de links no seu site de forma estratégica.

Há basicamente duas formas de se pensar sobre link building: fazer back links em outros sites apontamento para o seu site; fazer apontamentos de links ao longo do seu conteúdo.

Essa segundo prática envolve mais a produção de conteúdo, e pode ser chamada também de SEO On Page, pois tratam-se de otimizações feitas dentro da sua própria página.

Os motores de busca valorizam conteúdos que usem links apontando para outros sites de confiança e de boa experiência para os usuários da internet. Procure criar links externos nos seus conteúdos, apontando para sites de autoridade (abrindo sempre numa nova aba, você vai não querer doar seu tráfego, certo?).

É importante também que seu conteúdo contenha links apontando para outras páginas dentro do seu próprio site, relacionando-o com outros conteúdos relevantes. Isso cria uma estrutura legível para a inteligência dos motores de busca.

Pense na experiência do usuário que consumirá seu conteúdo

É importante saber que uma pessoa não lê um blog da mesma forma como ela lê um livro. Na internet estamos expostos a uma infinidade de estímulos que desviam nossa atenção com muita facilidade.

Portanto todo usuário quando acessa a sua página, a primeira coisa que faz é dar uma “passada de olho” em todo o conteúdo antes de iniciar a leitura.

É um pré escaneamento, onde identificamos o que está escrito no título e subtítulos,  o tamanho dos parágrafos e a complexidade da linguagem.

É inevitável, todo mundo faz isso porque é a tendência que nosso cérebro tem de economizar energia. Ele quer saber se vale a pena gastar tempo naquela leitura, e se aquele conteúdo vai atender à sua busca.

Portanto, para atender a uma boa experiência do usuários ao consumir seu conteúdo, certifique-se de que ele está bem estruturado. Use uma hierarquia clara com os títulos e subtítulos (Heading 1, Heading 2, Heading 3…) e valorize-os com uma copy bem atraente.

Mantenha parágrafos curtos, por mais que seu conteúdo fique longo. Parágrafos mais curtos conferem uma estética que passa a impressão de ser mais fácil de ler.

A linguagem deve ser direta ao ponto, sem rodeios, e o menos complexa possível. A menos que o seu público se interesse por uma linguagem mais erudita, evite ser pomposo com as palavras. Busque a linguagem de assimilação mais acessível.

E, obviamente, tenha muito cuidado com a gramática e concordância no seu conteúdo. Ter uma linguagem simples não significa ser desleixado. Um conteúdo bem escrito e sem erros de português passam credibilidade e autoridade no assunto.

Entendendo a essência..


A internet proporciona uma nova perspectiva para o marketing. Ela é caracterizada pela interação de igual para igual com o cliente. No século XX, as empresas estavam presas ao discurso, não ao diálogo, para com os consumidores.

Não havia a devida preocupação com a abordagem, com os canais e com o eventual impacto negativo das mensagens. No meio digital, no entanto, as coisas acontecem de forma democrática. O poder está nas mãos do consumidor.

Na web os usuários formam opinião, principalmente através do compartilhamento, como nas redes sociais, por exemplo. Para conquistar seus clientes em potencial, as marcas precisam conversar.

Nesse contexto, o marketing de conteúdo se torna essencial, pois permite entender a necessidade do público, formar o tom de voz ideal e criar diálogos interessantes para que as vendas aconteçam.

Sem ele, é praticamente impossível fazer negócios hoje em dia!

O marketing de conteúdo permite:

#1 – Atrair potenciais clientes

#2 – Transformar usuários em leads

#3 – Preparar os leads para a compra

#4 – Educar clientes ativos

#5 – Engajar o público-alvo

#6 – Criar autoridade para a marca

#7 – Posicionar a empresa no mercado

As pessoas acessam constantemente os motores de busca para encontrar o que precisam. Uma boa estratégia de marketing de conteúdo faz com que seu negócio esteja bem posicionado nos resultados.

Entenda isso na fala do executivo Rishad Tobaccowala:

Quando os consumidores ficam sabendo de um produto hoje, sua primeira reação é ‘Vou pesquisar na internet’. E assim eles embarcam em uma jornada de descobertas: sobre um produto, um serviço, um problema, uma oportunidade. Hoje você não está atrás de seus concorrentes. Você não está atrás da tecnologia. Você está atrás do seu consumidor.

Quer ser facilmente encontrado? Invista em conteúdo!

E não é só questão de SEO, pois produzir e compartilhar conteúdo relevante também é uma das melhores maneiras de seu negócio se posicionar no mercado e se destacar da concorrência. Nosso case prova isso.

A ideia central nesse tipo de estratégia é levar informação aos consumidores sobre assuntos relativos à sua empresa. Não é vender um produto simplesmente, mas entregar informações que possam ajudá-lo a resolver um problema específico.

Em outras palavras, você promove alguma coisa de graça para o usuário, apresenta uma solução e torna sua autoridade reconhecida. Atrai, engaja e educa o consumidor.

Quando ele precisar comprar, vai se lembrar facilmente de sua marca, produto ou serviço, estando pronto para fazer negócio com você!

E como eu posso colocar o marketing de conteúdo em prática?

Depende muito do tipo de produto que é vendido, do perfil do público-alvo e das características do mercado, mas você pode criar e publicar conteúdo através de formatos como: artigos; vídeos; infográficos; e-books e whitepapers; podcasts; e-mail marketing; tweets; aplicativos; slides; entre outros.

Quanto aos locais de publicação e compartilhamento, também não existe regra, no entanto, o blog corporativo  apresenta grande potencial para o marketing de conteúdo por se tratar de um canal barato, de fácil manutenção e interativo. As redes sociais, o e-mail, aplicativos também podem ser usados em sua estratégia.

Não importa o tipo de negócio, você precisa dele!

As pessoas não gostam que alguém venda para elas.

O marketing de conteúdo surge como solução para esse comportamento. Empresas e consumidores desenvolvem diálogos de igualdade, trocando experiências na web.

Não há mais dúvidas que o marketing de conteúdo é o principal meio de promover sua marca e garantir clientes satisfeitos no ambiente online.

A partir do momento em que você reconhece a eficácia de produzir conteúdo, identifica e consolida informações sobre seu público, terá condições de promover estratégias eficientes e alcançar resultados consideráveis em curto, médio e longo prazo.

Não importa o que você faça, você precisa fazer marketing de conteúdo!

Hora de turbinar seu negócio!

Marketing de conteúdo é a evolução. Deixar de praticá-lo é estar com os dias contados no mercado.

Ao perceber a importância do marketing de conteúdo, decidimos que essa estratégia para conseguir mais visitas em nosso site deveria ser priorizada. É uma forma muito prática de gerar presença digital e autoridade no seu nicho de mercado.

Desenvolver uma boa estratégia de marketing de conteúdo pode garantir um tráfego continuamente crescente a longo prazo.

Cada vez mais empresas adotam o marketing de conteúdo em seus negócios, o que faz com que dominar essa estratégia seja cada vez mais primordial.

Foi apostando no marketing de conteúdo que nós conseguimos aumentar em 300% as visitas em nosso site, bem como aumentar nosso número de leads e vendas e gerar ativos em tráfego, visibilidade e conversão.

E nós recomendamos que você comece a aplicar isso no seu negócio para ontem. Agora fazemos o convite para você se inscrever em nosso canal e ver de perto como fazemos conteúdo em vídeo também. 

marketing de conteúdo