Growth Hacker: Como Se Tornar Um 

Maths

Os mercados de marketing e empreendedorismo estão em constante evolução. A cada dia surgem novas táticas, estratégias e conceitos que nos fazem repensar a forma que trabalhamos, ou ao menos, nos fazem refletir sobre como as coisas andam.

Growth Hacking é um termo relativamente novo. Um nome sexy para o que faço desde que comecei a trabalhar com Marketing Digital. Antes de entrarmos a fundo em como você pode se tornar um Growth Hacker, vou te contar parte da minha história…

Como eu me tornei um Growth Hacker sem ao menos saber o que era…

Quando comecei o Mentalidade Empreendedora, desejava fazer algo que fazia sentido com o meu propósito de vida. Queria estar alinhado com o que acreditava e realizar algo que fizesse diferença na vida de outras pessoas.

Fui extremamente influenciado pelo Geração de Valor do Flávio Augusto, que hoje tenho a honra de ter como mentor. Baseado no que vinha aprendendo, precisava gerar resultados imediatamente aonde estava, com o que vinha desenvolvendo, para avançar com legitimidade.

Resumido bem a história. Venho da área de Administração de Empresas e iniciei com negócios digitais a partir de um site de compras coletivas que não se consolidou. Com isso, acabei me tornando vendedor de anúncios para um site de guia local e minha cidade para ter grana para casar.

Depois, desenvolvi um classificado online de empregos que gerou 782 empregos em minha cidade usando táticas de growth hacking. Em paralelo, segui com alguns classificados online segmentados que geraram meus primeiros cases.

Passado mais algum tempo, vendi minha parte na empresa e saí da operação. Passei a prestar consultoria para pequenos negócios usando a expertise adquirida em Marketing Digital. A intenção era ampliar o negócio, por isso decidi realizar, além de cursos de capacitação, uma pós-graduação na melhor escola de marketing do país.

Somando isso aos resultados gerados em meus primeiros clientes, construí base para avançar e logo me deparei com um bom problema: Tinha clientes além do que podia atender. Costumo dizer que cheguei ao gargalo de mim mesmo.

Foi então que descobri as possibilidades nos produtos digitais, onde poderia compilar meu conhecimento em produtos digitais e vendê-los online para pessoas do Brasil todo ( e por que não do mundo?).  Como consequência, ouvi falar do marketing de afiliados…

Interessante é que enquanto estava trabalhando como consultor e idealizando negócios digitais nunca deixei de trabalhar minha marca pessoal, mantendo um blog com meu nome onde compilava os testes, estratégias e táticas que aprendia e aplicava. Você pode conhecer esse blog aqui.

Enquanto percorria esse caminho, fui implementando estratégias de growth hacking, sem ao menos saber que o termo existia.

Comecei a empresa Mentalidade Empreendedora 100% do zero. E desde o primeiro momento fui utilizando as seguintes táticas:

Marketing de afiliados + marketing de conteúdo + SEO + vídeos + social media + e-mail marketing.

Hoje em dia, 2 anos após o lançamento, já tivemos o prazer de impactar mais de 1 milhão de pessoas com nossas comunicações começando absolutamente do zero sem investimento externo (100% bootstraping).

Temos milhares de clientes espalhados pelo Brasil e pelo mundo, pessoas as quais diretamente influenciamos e que podemos contribuir para que pudessem projetar suas vidas, desenvolver seus negócios para fazer a diferença no mundo.

O Growth Hacking está presente em nossa essência e faz parte do dia do nosso trabalho, em todos os conteúdos que criamos, tanto para promoção dos nossos produtos, para promoção de produtos de parceiros e venda de serviços.

Hoje, com esse artigo, quero desmistificar o um pouco o conceito e trazer luz sobre essa questão.  Você está pronto?

De onde vem o termo Growth Hacker?

growth-hacker-mentalidade-empreendedora2

O empresário Sean Ellis tornou o termo  popular em 2010.  Ele definiu um Growth Hacker como:

“Uma pessoa cujo objetivo é o verdadeiro crescimento. Tudo o que faz é examinado por seu potencial impacto sobre o crescimento escalável.”

Andrew Chen levou o conceito para um público mais amplo em um post intitulado “Growth Hacker é o novo VP de Marketing”. Escreveu que estes profissionais “são um híbrido de comerciante e codificador”, aquele que olha para a questão tradicional de ‘Como faço para obter clientes para o meu produto?’ de forma mais viral e analítica.

Em 2012, Aaron Ginn definiu um Growth Hacking no TechCrunch como uma “mentalidade de dados, criatividade e curiosidade”. No ano seguinte, foi realizado o “Growth Hackers Conference” , em São Francisco, instituído pela Gagan Biyani.

Um dos primeiros espaços dedicados à ao conceito é o growthhacker.tv, com entrevistas exclusivas e estudos de caso de empresas em rápido crescimento como o Dropbox, Facebook, e Expedia.

Destrinchando…

Na tradução livre de interpretação, Growth Hacking quer dizer “Acelerar o Crescimento”. Portanto, o profissional Growth Hacker é o agente acelerador responsável por fazer sua empresa crescer.  “Hacker” é alguém que tem grande domínio em sistemas tecnológicos e de computação. Já a “growth” nos remete ao verbo inglês “to grow” (crescer).

Então…

“O Growth Hacker é um camarada que entende muito bem de tecnologia e se dispõe a dominá-la cada vez mais, com o diferencial de usar todo esse conhecimento para o crescimento de empresas”.

Para colocar isso em prática, é preciso ter visão avançada do que é possível fazer pelo negócio e saber utilizar e organizar adequadamente dados e ferramentas que a tecnologia pode lhe trazer às mãos. Tudo isso para criar novidades e gerar resultados consideráveis.

O conceito é inovador, e traduz de uma forma bem dinâmica e inteligente, como ter ideias e criar soluções para crescimento de marcas, produtos e serviços marcas e experiência com usuários por meio da gestão inovadora de dados e tecnologia no ambiente digital.

Quais são as atividades de um Growth Hacker?

growth-hacker-mentalidade-empreendedora3

Um growth hacker descobre uma estratégia de crescimento dentro dos parâmetros de um método escalável e repetível para o crescimento, inspirado pelos dados e motivado pelo produto. – Aaron Ginn

Pré-formatar a lista de coisas que um Growth Hacker pode fazer é cair no erro de limitar a coisa. Mas como base em minha experiência, e nas pesquisas que realizei junto a minha equipe para este post, apresento algumas atividades que um hacker focado em crescimento pode fazer.

Por exemplo, quando o Facebook ainda estava engatinhando, Mark Zuckerberg e sua equipe formaram um time multidisciplinar focado em crescimento liderado por um Growth Hacker que circulava por diversas áreas, como: Marketing, Produto, BizDev, Finanças e até RH.

Entre muitas outras tarefas, o time era responsável por fazer a rede social disponível em todas as línguas, de forma colaborativa, e implementar um sistema de importação de contatos de e-mail.

Ao contrário do que alguns possam pensar, o conceito não se resume ao setor de marketing. Há um número infinito de decisões que não ultrapassam a área, e que afetam o diretamente o crescimento de usuários. Construir um produto viral, por exemplo, é a mais óbvia delas, mas há muitas outras.

Dessa forma, não faz muito sentido colocar o profissional, ou time de Growth Hacking apenas junto com o departamento de marketing, mesmo que pareça que as funções interdisciplinares exercidas por eles percorrem tanto o marketing quanto o desenvolvimento.

Para explicar isso, Matt Montenegro publicou uma imagem bastante interessante em seu site Vida de Startup. Vejam:

o-que-e-growth-hacker
Fonte: Vida de Startup

Ele explica que a ideia da ilustração é mostrar que, para cada decisão que uma empresa tomar, o Growth Hacker deve perguntar: “Em que isso vai impactar no crescimento?”

Táticas de Growth Hacking para copiar e colar

#1. Envie tráfego pago para as páginas de captura, em vez de direcionados a página inicial

O Tráfego pago é uma das ferramentas de aquisição mais eficazes em termos de velocidade e ROI (Retorno Sobre Investimento). Só que você deve saber usá-los. Um dos erros mais comuns é o envio de tráfego pago à sua página apenas. Então, considere esta dica como uma grande sacada!

Existe uma prática entre empreendedores digitais americanos que aconselha que os visitantes precisam se mover rapidamente através de seu funil ou eles irão sair. Enviando tráfego para uma página de captura que aborda o que você está vendendo, os visitantes se sentem compelidos a comprar ou saber mais.

#2. Construir uma comunidade em torno de sua marca

Se pudesse criar um espaço para seus usuários e potenciais clientes visitarem todos os dias, você faria isso? A melhor maneira de fazer isso é criando uma comunidade online onde os usuários podem discutir, envolver e mostrar o seu trabalho em torno de seu produto e sua marca.

A ideia é trabalhar com um canal que pode fazer as pessoas se conectarem, aprenderem e se envolverem uns com os outros. Seth Godin, em seu livro “Tribos” diz que formar uma comunidade é formar o futuro. Portanto, esta é uma tática que todo profissional de Growth Hacker precisa praticar. Conheça a comunidade do Mentalidade Empreendedora aqui.

#3. Desenvolva sua marca pessoal

O Growth Hacking é reforçado pela marca pessoal. Alguns hackers internacionais, por exemplo, são bem conhecidos: Elon Musk, Richard Branson, Tim Ferris, entre outros. Esses empreendedores não consolidaram o crescimento de seus negócios como CMOs  típicos. Eles abriam caminho, gerando resultados com seus próprios nomes.

Se você pode se tornar uma celebridade em seu ramo de negócios, então você estará bem posicionado para começar a gerar crescimento. No entanto, não ache que é fácil fazer isso. Para se tornar conhecido, é preciso bastante trabalho duro. Use o próprio marketing e elabore ações de conteúdo para tornar isso real.

#4. Entenda seus dados

Só porque o Growth Hacking tem a palavra “hacker” nele não significa que deve ser desleixado ou casual. O conceito é obsessivamente focado em dados. Simplesmente porque sem eles não há resultados. Por isso é crucial que você entenda os principais indicadores de desempenho (KPIs), coeficientes virais, testes variados e outras métricas importantes.

No entanto, não ache que dados apenas signifiquem números. Dados também é informação. Você precisa de informações de desempenho de conteúdo, dados de aquisição de leads, informações de clientes e outras coisas acionáveis. O Google Analytics sozinho apenas não faz milagres, é preciso cavar um pouco mais.

#5. Forme uma equipe de Growth Hackers

Além de ser um Growth Hacker, você pode contratar outros hackers de crescimento para sua empresa. Apesar de me desenvolver como um em nossa empresa, meu sócio Marcos Eduardo também tem o peso de um Growth Hacker, sendo um exímio dominador de ferramentas. Nossa equipe tem aumentado, e cada um deles é multitarefa, realizando seus trabalhos com foco no crescimento da empresa.

Você deve colocar isso em prática se quiser fazer a diferença no mercado. No entanto, seja cuidadoso ao escolher um sócio ou colaborador. Se você quiser formar uma equipe de alta performance em sua empresa, deve contratar pessoas que sejam realmente boas.

“Profissionais growth hackers têm atitudes comuns: um processo de investigação interna e uma mentalidade única entre o técnico e o vendedor. A mentalidade dos dados, a criatividade, a curiosidade permite o Growth Hacker cumprir o objetivo do crescimento de usuários para os milhões”. – Andrew Chen

Você deseja se tornar um Growth Hacker?

Para se tornar um profissional você precisa dominar um processo que passa por identificar, atrair, relacionar, converter, analisar e responder a questão: está disposto a seguir esta jornada?

Como falei no início, as táticas de growth hacking estão sendo usadas por nós desde o início do nosso negócio. Muitas dessas táticas, das mais básicas até as mais avançadas, você poderá aprender em breve em um projeto que estou preparando. Se quiser descobrir em primeira mão, preencha o formulário abaixo:

Quer Se Tornar Um Growth Hacker?

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber informações exclusivas da Mentalidade Empreendedora Academy!

Agora, se você ainda está começando nesse mercado e deseja saber qual rumo precisa para iniciar do zero, desenvolvendo sua ideia e começar a executar, tenho uma porta para você.

A jornada é feita através do domínio do método de desenvolvimento de negócios do Acelerador Digital. Um programa de treinamento completo onde eu ensino um passo a passo onde você pode começar a desenvolver seu negócio completamente do zero passando por 4 etapas.

A primeira delas é a etapa de Mentalidade onde você se entende como empreendedor, utiliza ferramentas para gerar ideias de negócios e estimula sua criatividade. Depois passa para o Planejamento, a hora que irá colocar tudo isso no papel. Validação onde irá tirar do papel e testar no mercado,. Por fim, a Venda, onde usando estratégias avançadas de marketing digital e Growth Hacking, onde você consegue alavancar suas primeiras vendas online.

Conheça mais do Programa do Acelerador Digital Clicando Aqui!

Bem, se você chegou até aqui e ainda deseja se tornar um Growth Hacker, deixe seu comentário falando porque acha que esse é melhor caminho para você e qual sua maior dúvida sobre isso. Te responderei pessoalmente!