E-mail marketing: como implementar em seu negócio digital

E-Mail-Marketing

Nossos leitores estão sempre enviando sugestões de temas para nossa redação. Entre os mais indicados está “como aprender a realizar uma campanha de e-mail marketing”. Criamos este artigo para servir como guia para você implementar o e-mail marketing em seu negócio digital.

Aqui você encontrará detalhes de como configurar o processo, da captura ao relacionamento com os leads. Falaremos sobre os principais elementos para começar a obter bons resultados com esta ferramenta.

Aliás, é muito importante que você já tenha contratado uma empresa que fornece os serviços de e-mail marketing. Nós da Mentalidade Empreendedora indicamos a Lead Lovers, que é barata, em português e tem um suporte muito bom. Você pode conhecê-la aqui!

Vamos aprender mais?

Estatísticas sobre o e-mail marketing

  • Aproximadamente 4% dos consumidores online fizeram pelo menos uma compra, influenciados por uma mensagem de e-mail;
  • Cerca de 33% dos consumidores digitais abrem e-mails considerando o campo ‘assunto’;
  • De forma geral, metade de uma lista de contatos é formada por clientes ativos;
  • 58% é a taxa média de abertura quando o campo ‘assunto’ apresenta menos de 10 caracteres;
  • O índice de abertura de e-mails aumenta em 22% quando a mensagem é personalizada como o nome do receptor;
  • Nos Estados Unidos, cada dólar investido em campanhas de e-mail marketing garantem o retorno de US$ 44,25.
  • E-mails enviados por empresas apresentam 82% a mais de chance de serem abertos.

Esses dados já nos ensinam bastante, não é verdade? É fato que as empresas que desejam se destacar no universo online não devem abrir mão de uma boa campanha de e-mails.

Passo a passo para implementar o e-mail marketing

Podemos resumir um sistema de e-mail marketing em 5 etapas principais:

  • Plataforma
  • Isca ou Recompensa Digital
  • Sistema de Landing Page
  • Lista de Contatos
  • Envio

Plataforma

A etapa básica do processo é definir qual a plataforma que você pretende utilizar para gerar leads. Trata-se de seu canal de comunicação direto, que pode ser um site ou blog corporativo, e em alguns casos, as redes sociais. Destacamos que isso não é regra, mas é o mais convencional.

Nesse caso, a comunicação por e-mail surge como uma estratégia complementar a outras táticas, como o marketing de conteúdo, que tem muita força por meio de conteúdo lançados em canais digitais.

Para que se entenda rapidamente, uma sequência de posts em um blog pode ser um chamariz para que os visitantes se tornem leads, indo além no processo de comunicação. Ou seja, vindo posteriormente, a deixar seus dados de contato para que você forme uma lista de contatos.

Uma boa ideia nesse sentido é um newsletter, um boletim informativo enviado para o e-mail do lead. Uma chamada para seu newsletter fará a pessoa deixar os dados de contato, como nome e endereço de e-mail para receber seus conteúdos. No momento que isso acontecer, você automaticamente tem um lead.

Mas exstem outras formas tão ou mais efetivas, como…

Isca ou Recompensa Digital

Você pode definir uma oferta gratuita, um conteúdo que você possa oferecer em troca dos dados dos usuários. Um grande exemplo é o e-book, produzido com tema que ajude a pessoa a solucionar algum problema que ele enfrenta. Veja exemplo o Guia do Empreendedorismo Digital aqui do Mentalidade Empreendedora.

Outros formatos como podcasts, webinários, whitepapers e infográficos também funcionam bem nesse sentido. A ideia é produzir um conteúdo que seja rico, relevante e exclusivo, que cative o público e incentive a reciprocidade.

Você precisa disponibilizar esses formatos para download e fazer uma comunicação atrativa e convincente para que o visitante baixe o conteúdo em troca dos dados de contato. Essa parte forma uma tapa importante de uma estratégia de e-mail marketing, por isso seja criativo.

Tradicionalmente, quando uma empresa não tem um setor de produção, as iscas digitais são terceirizadas. Então, se você não souber como produzir algo relevante, contrate os serviços de uma agência ou de um profissional de conteúdo que possa produzir essa isca para você.

Mapas mentais também são muito atrativos, veja esse mapa mental sobre 18 formas de empacotar seus infoprodutos e serviços.

Landing Page

A Landing Page, ou Página de Captura, define a terceira etapa. Para quem não sabe, essa é uma página com a função exclusiva de converter visitantes em leads. É nela que a captura dos dados acontece.

landing-page-mentalidade-empreendedora

Destacamos que uma boa Landing Page não deve ter elementos que desviem a atenção do usuário. A única saída para ele deve ser deixar os dados e receber sua oferta (a isca digital). Por isso  seja o mais objetivo possível.

Crie um formulário simples solicitando o que precisa saber do lead. Geralmente, é coletado apenas o nome e o endereço de e-mail, mas se você desejar saber mais detalhes para futuras estratégias, pode pedir outros dados como telefone, cidade, área de atuação, etc.

Estando bem entendido a função da Página de Captura, partimos para a próxima etapa!

A lista de Contatos

Existe um ditado no meio digital que é a mais pura verdade:

O dinheiro está na lista.

O Pedro Quintanilha, fundador aqui do Mentalidade Empreendedora gosta de dizer que:

O dinheiro está no relacionamento com a lista.

Parece clichê, mas não tem outro caminho para o sucesso de um empreendimento se não ter uma lista de contatos bem construída.

Ter uma base de leads é poder se comunicar com a pessoas que mostraram real interesse no que você faz. Por isso, dê atenção a esse ponto da estratégia, afinal, sem ele ficará difícil alcançar os objetivos.

Então, dê muita importância à sua lista de contatos, sempre valorizando o lado humano das pessoas que se inscreveram em sua base. O erro de alguns empreendedores é tratar os leads como números frios. Não se dão conta de que o marketing é digital, mas as pessoas ainda são humanas.

Envio dos e-mails

Chegou a hora da execução! Estando todas as etapas devidamente resolvidas, você deve começar a enviar os e-mails. Claro que se você conseguiu uma lista de 1000 e-mails, não terá que enviar um por um toda vez que. Para isso existe o autoresponder, um sistema automático onde você configura as mensagens que irão ser enviadas por e-mail para os contatos de sua lista.

Se você já assinou alguma lista e depois ficou recebendo e-mails com assuntos relacionados à empresa, entenderá claramente como funciona um sistema de autoresponder. Este é um elemento fundamental no processo de e-mail marketing.

Existem inúmeras empresas que atendem bem nesse sentido, das quais podemos indicar a Lead Lovers. Ela fornecem um serviço muto eficiente, alguns com planos gratuitos para você começar a trabalhar com sua geração de leads.

Lembre-se que é preciso ter este sistema configurado antes de começar a construir sua lista. A partir daí, você mantém o relacionamento com os futuros clientes, a fim de educá-los e prepará-los para compra.

Como última dica, aconselhamos que você sempre esteja produzindo bons conteúdos, que ajudem seus clientes em potencial, e nunca compre listas de e-mail de outras pessoas, esse é outro erro gravíssimo de uma estratégia de e-mail marketing.

Caso tenha desejo de dominar ainda mais estratégias de e-mail marketing tem um conteúdo exclusivo do Pedro, temos outros conteúdos que podem te ajudar, como:

Fechando…

Ficou claro para você como criar e aplicar uma campanha de e-mail marketing? Se precisar de ajuda nesse sentido, deixe um comentário abaixo. Estamos aqui para lhe ajudar no que for preciso. Não se esqueça de compartilhar o post com os amigos. Até breve!