Tendências de negócios para 2018: hacks do Vale do Silício para você inovar

Uma das maiores tendências de negócios para o futuro é a aplicação de estratégias em Growth Hacking.

Não é uma técnica nova, nem uma sacada matadora, mas entender esse fenômeno pode ser o ponto da virada para o seu negócio. 😉

E é por isso que esse artigo pode fazer muita diferença no que vai acontecer daqui pra frente com o seu negócio.

Growth Hack é um modelo de visão, uma cultura para desenvolvimento de negócios. A sua essência é simples:

Encontrar brechas e atalhos que proporcionem crescimento rápido para empresas.

Esse conceito nasceu há alguns anos, mas se popularizou muito mais rápido entre as primeiras startups do vale do Silício.

Startups são basicamente pequenos negócios que tinham boas propostas mas que ainda não tem poder capital para investir no seu desenvolvimento.

Aqui no nosso blog já falamos muito sobre Growth Hacking e Startup em outros artigos e sobre como ele pode captar rapidamente as melhores tendências de negócios.

Hoje falaremos sobre 7 Hacks que podem destravar a sua mentalidade e fazer o seu negócio decolar para grandes altitudes de uma vez por todas.

O que iremos abordar aqui será decisivo para você inovar no próximo ano e alavancar seus resultados!

[#1] Mentalidade aberta para captar novas tendências

É claro que nesse artigo temos que destacar o Growth Hacking mais importante para qualquer negócio: a mentalidade empreendedora.

Uma coisa é fato: a velocidade de transformações é um dos traços mais marcantes da nossa cultura atual.

E como as novas ideias chegarão se você estiver com a cabeça fechada, bitolado em alguma receita ou método padrão?

É importante sim manter o foco nas estratégias que foram definidas para o seu projeto, porém, como as coisas mudam muito rápido na era em que vivemos, precisamos estar antenados.

Portanto, a primeira sacada deste conteúdo é que você desenvolva seu mindset empreendedor.

Isso irá ajudá-lo, inclusive a…

Observar sempre as tendências ao redor do mercado em que você atua.

Houve tempos em que o Facebook, por exemplo, era visto apenas como uma moda. Hoje é uma das maiores empresas do planeta e concentra bilhões de usuários ativos em sua plataforma.

Você precisa ser capaz de:

  1. Estar ciente do que está acontecendo no seu mercado;
  2. Entender como essas tendências podem ser úteis para a sua atuação.

Manter esses dois pontos como premissas pétreas na gestão dos seus negócios, com certeza vai te colocar muitos passos a frente no mercado.

[#2] Os 3 conceitos fundamentais do maior Growth Hacker do mercado mundial

Você sabe como nasceu o Growth Hacking? Bem, não existe uma definição específica para pontuar isso. Mas quem cunhou esse termo foi Sean Ellis, em 2010, para especificar um tipo de profissional que já estava se destacando dentro de diversas empresas.

Em sua palestra no Growth Marketing Confference, Sean Ellis dissertou sobre 3 conceitos fundamentais para quaisquer tendências de negócios.

1º Conceito

Não é possível escalar resultados com marketing e alcançar crescimento acelerado para qualquer tipo de produto.

O primeiro passo é validar o produto, até encontrar o melhor formato para sua escalabilidade. Muitos empreendedores erram aqui, pois querem proporcionar crescimento antes do momento adequado.

Esse é um conceito de Product/Market Fit. Entende primeiro se o produto em questão já alcançou o estágio para viabilizar sua escalabilidade com sucesso.

Sean diz que faz a seguinte pergunta para saber se o produto alcançou tal estágio.

Ele faz uma pesquisa com os usuários do produto. Caso esta pesquisa aponte que ao menos 40% deles sentiriam muito a falta deste produto caso ele fosse retirado do mercado, significa que ele já pode ser escalabilizado.

2º Conceito

Defina um métrica mestra.

É o que Sean Ellis chama de “North Star Metric”, que numa tradução livre, significa algo como “Métrica norteadora”.

Ao lidarmos com análise de dados nos deparamos com toneladas de informação, que vão se organizando interpretações segmentadas.

É importante que se tenha uma linha guia na qual o crescimento do seu negócio deverá se basear.

Portanto, ao invés de adotar diversas métricas para avaliar o seu crescimento, define uma métrica principal que vai medir e indicar objetivamente se o seu negócio está no rumo planejado.

Essa métrica não é absoluta, varia de negócio para negócio. Então é você e os envolvidos no negócio que definirão ela. Por exemplo, a métrica mestra de um negócio B2B será diferente de um negócio B2C.

3º Conceito

Você precisa entender que Growth Hacking vai muito além do marketing.

É, na verdade, uma cultura de desenvolvimento que estuda todas as tendências de negócios de maneira holística para encontrar brechas que proporcionem crescimento rápido para sua empresa

Por isso é necessário que você tenha uma equipe de profissionais dedicados exatamente a isso, de maneira que eles tenham liberdade para desenvolver soluções.

Sua equipe deverá ter uma macro visão, que englobe um funil sequencial de desenvolvimento: aquisição, ativação, retenção, recomendação e receita.

Dessa maneira, o growth hacking deve ser pensado em várias esferas no seu negócio, desde seus processos internos, estratégias de marketing até o formato de seus serviços e produtos.

[#3] O Ouro está no Big Data: aprenda a usar os padrões de informação

Você já deve ter ouvido falar de Big Brother… Mas não me refiro ao reality show.

Em 1949 foi publicada uma obra do escritor George Orwell, chamada “1984”, um romance que pinta uma sociedade controlada e vigiada por um líder que todos chamam de “Grande Irmão” (Big Brother).

Ele, o Big Brother, sabe de tudo sobre todos: o que fazem, o que gostam, o que pensam…

Não existe nenhum grande ditador controlando a humanidade hoje (espero que nunca aconteça), mas a internet já sabe tudo sobre todos. E essas informações estão disponíveis na rede.

O Facebook, por exemplo, consegue prever com 18 likes apenas se uma pessoa é gay ou não. Com 48 horas, consegue prever o fim de um relacionamento. O Twitter, por exemplo, consegue prever um surto de gripe em até seis semanas, antes do surto se iniciar.

É o que diz Paulo Faustino, professor da Pós-Graduação em Negócios Digitais do Instituto Politécnico de Leiria. Em sua apresentação na edição de 2017 da TEDxMatosinhos, que aconteceu na Porto Business School, ele levantou questões de tendências de negócios baseados em modelos preditivos.

Quando exercemos atividades na internet, deixamos um rastro de comportamento. São informações sobre nosso comportamento nas redes sociais, no GPS do Google, produtos que compramos e ainda comportamentos de pesquisa.

A maior parte de todas essas informações podem a ser acessadas. Parte delas são públicas e de livre acesso, mas a parte mais importante são privadas porém são vendidas, sempre mantendo o anonimato do usuário.

Extrair, reter e sistematizar bases de dados do Big Data será o oxigênio de qualquer negócio

O smartphone absorveu diversos objetos dentro de um único aparelho.

Nele contém diversos itens de uma mesa de escritório nos anos 80: um micro computador, caixas de som, monitor, teclado, mouse, caderno, canetas, mapas, enciclopédias, livros, máquina fotográfica, calculadora… enfim.

Um único smartphone eliminou a necessidade de vários objetos. Tem tudo isso dentro dele.

E isso criou uma enorme demanda de dados. E essa quantidade colossal de dados não para de crescer a cada segundo.

Cada foto postada, cada post, cada mensagem privada… são bytes viajando, sendo processados e armazenados em algum lugar.

E a cada nova pessoa que passa a acessar a internet (e ainda há bilhões de pessoas sem acesso!), é um novo indivíduo gerando mais dados.

Segundo dados divulgados na Singularity University Global Summit 2017, hoje são 3 bilhões de seres humanos acessando a internet. Quase 3 vezes mais que em 2010 (eram 1.8 Bilhões).

Já em 2030, mil dólares poderão comprar capacidade computacional igual ao de um cérebro humano. Em 2050, a mesma quantia comprará o equivalente a todo os cérebros humanos juntos.

Sem sombra de dúvidas, a coleta e parametrização de base dados é uma das maiores tendências de negócios para o futuro.

[#4] Entregar conteúdo continua sendo uma das maiores tendências de negócio

Pegando esse gancho sobre o quanto de informação nossa tecnologia será capaz de processar, devemos falar sobre criar conteúdo como maneira de adquirir novos clientes e consumidores.

Considerando que hoje menos de 1/3 da população mundial acessa a internet, e que até 2025 o mundo inteiro terá esse acesso, imagina a demanda de conteúdo que existirá no mercado.

Internet, à priori, é movida pelo conteúdo. Ninguém entra na internet para espairecer, é sempre para consumir alguma informação.

E, levando em conta os hábitos de consumo baseado cada vez mais em pesquisa pelo próprio consumidor, produzir conteúdo continua sendo a estratégia mais perene de todas.

Foi pensando nisso que Maria Pergolino, funcionária da Marketo, pensou numa estratégia eficiente para escalar a produção de conteúdo dentro da empresa.

A empresa já havia feito reuniões com a participação de colaboradores de todos os setores, convidando todos a produzirem conteúdo sobre suas expertises.

O problema é que, apesar da empolgação de todos na hora do convite, ninguém entregava os conteúdos nos prazos estipulados.

Isso porque esses colaboradores tinham que cumprir as metas de suas funções, então priorizavam suas atividades ao invés de produzir conteúdo.

Maria Pergolino então começou a marcar webinários com cada colaborador que se dispunha a produzir conteúdo sobre suas especialidades. E esses webinários eram divulgados para outras pessoas.

Dessa maneira, com o compromisso público, o colaborador se engajava mais com a produção de conteúdo, montando apresentações com material didático.

Esses webinários foram registrados. O conteúdo do vídeo e dos slides da apresentação, posteriormente, vão sendo aproveitados como acervo de conteúdo que passam apenas por um processo de edição para depois serem publicados.

Essa é um hack muito interessante que vai alimentar uma das mais grandes tendências de negócio, que é a produção de conteúdo de qualidade.

[#5] Seus concorrentes não são ameaças ao seu negócio, são professores

tendências de negócios

Encarar seus concorrentes dessa maneira, para quem quer crescer rápido, é muito mais proveitoso que bater de frente com seus concorrentes.

A tendência de negócios de grandes empresas que cresceram com velocidade é encontrar necessidades a serem atendidas e focar em estudar e desenvolver soluções.

Os seus concorrentes são fontes valiosas sobre o seu nicho de atuação no mercado. É muito prudente que você busque estudar essas fontes com profundidade e aplique uma espécie de engenharia reversa para aprender o que eles fazem.

Procure saber como eles lidam com redes sociais, como se relacionam com seu público, quais estratégias de marketing utilizam, quais técnicas de SEO empregam, de onde vem o tráfego que navega em suas páginas.

Tudo isso vai te fornecer informações para que você encontre o caminho de crescimento pro seu negócio.

Mas tome cuidado.

Esse estudo não deve ser “paranóico”. Mantenha o foco no que é o seu negócio, não seja bitolado em estudar seus concorrente para competir contra eles.

Para te ajudar com esse hack, seguem algumas ferramentas que você pode usar para estudar seus concorrentes.

SemRush

Com essa ferramenta você pode ver de seus concorrentes qual o volume de tráfego e qual a origem dele, assim como a palavras-chave que eles utilizam.

SEOMoz

Esse recurso vai te ajudar a entender o rankeamento de seus concorrentes que usam os mesmos termos e palavras-chave que o seu negócio utiliza.

SimilarWeb

Essa é uma ferramenta muito poderosa, uma das mais completas no mercado.

Através dela você pode entender com detalhes o tráfego de qualquer site concorrente. Informações como origem do tráfego, comportamento dentro do site, quais redes sociais e termos de busca geram mais tráfego e para onde ele vai depois que vai embora do site.

Domain Stats Tool

Com essa ferramenta você pode descobrir detalhes técnicos sobre o posicionamento dos seus concorrentes. Informações como ranking do site nos motores de busca, a quanto tempo o domínio foi registrado e o seu volume de backlinks espalhado pela web.

[#6] Promessa para o B2B: o LinkedIn como plataforma de crescimento

tendências de negócios

O LinkedIn é uma rede social para negócios. Ela conecta profissionais e empresas, criando grandes oportunidades para milhões de profissionais.

E ele promete ser uma das grandes tendências de negócios para empresas B2B.

Em 2017 a plataforma já apresentou uma interface mais atualizado e intuitiva para seus usuários.

Além disso, desenvolveu melhor a sua plataforma de anúncios. E trouxe uma novidade que está chamando a atenção de muitos empresários em busca de negócios.

Em abril de 2017, o LinkedIn lançou um novo recurso que otimiza muito a aquisição de lead qualificados. É o LinkedIn Lead Gen Forms, uma formulário de geração de leads que preenche automaticamente as principais informações do lead.

Segundo Divye Khilnan, executiva da empresa, uma das maiores dificuldades das empresas em gerar leads é o preenchimento de formulários. As pessoas simplesmente tem preguiça de fazer isso.

“Para muitos profissionais de marketing, coletar Leads é difícil. Nos dispositivos móveis, mais ainda. Isso porque a maioria das pessoas não quer completar um formulário no site móvel de uma empresa para acessar um conteúdo. Pense: quando foi a última vez que você ficou empolgado para preencher um formulário no seu celular?”. É o que afirma Khilnan.

Com o novo recurso, quando um lead clicar no anúncio de uma empresa, o formulário poderá ser preenchido de maneira automática pois estará integrado com as informações de seus perfis na rede social.

Assim você poderá coletar mais dados, como nome, contato, empresa em que o lead trabalha ou trabalhou, cargo, entre tantas outras.

Depois da coleta desses dados, é possível redirecionar o usuário a uma página com o conteúdo da empresa.

Para quem busca novos caminhos para o setor B2B, vale muito a pena conferir as novidades do LinkedIn.

[#7] Tecnologias e aplicativos de mobilidade são tendências de negócios para anunciantes

tendências de negócios

Muitos aplicativos já revolucionaram diversos aspectos sobre mobilidade e transporte.

Waze, Uber, BlaBla Car… Essas empresas tiveram crescimento vertiginoso desde seu surgimento por que conseguiram atender necessidades nunca resolvidas antes.

Mas não para por aí, isso é apenas o começo dessa revolução do transporte.

Os veículos elétricos e os auto guiados estão se aprimorando cada vez mais. Num futuro muito próximo eles estarão bem mais difundidos no mercado.

Para se ter uma ideia, até 2020 todos os táxis na China serão elétricos. Em 5 anos, o custo de um carro elétrico será muito mais reduzido, justamente pela demanda e abundância de tecnologia.

A empresa Uber já fechou um acordo bilionário com a Volvo, onde comprou 24 mil carros autoguiados para sua frota. E ela tem planos tão ambiciosos quanto do Google, que também já planeja oferecer esse tipo de serviço.

O deslocamento geográfico em si é uma experiência. E você pode aproveitar isso para alavancar o seu negócio.

O Waze, por exemplo, possui uma plataforma de anúncios que pode colocar o seu negócio nos resultados de pesquisa de destino, ou até mesmo indicar um estabelecimento ao longo do trajeto traçado pelo aplicativo.

Essas plataformas também poderão conectar os próprios condutores a diversas outras oportunidades enquanto desenvolvem suas atividades como motoristas. Ou seja, eles poderão ganhar mais dinheiro com aquilo que eles já estão fazendo ali na hora.

Pensando mais a frente, muitos analistas já preveem que os veículos autoguiados também criarão demandas de conteúdo a serem consumidos pelos passageiros durante o trajeto.

Essa pode ser uma das fortes tendências de negócios para sua empresa, principalmente se você tiver um negócio local.

Esteja antenado com o que há de mais atual sobre tendências de negócios

negócios inovadores

Você já deve saber isso, nós do Mentalidade Empreendedora somos uma escola de negócios. Nosso maior objetivo é ensinar a outros empreendedores como elevar a performance e resultado de seus negócios.

Por isso mesmo nós sempre estamos atualizados sobre o que há de melhor em Growth Hacking e quais serão as próximas tendências de negócios.

É por isso que geramos conteúdo constantemente, para difundir essas ideias de maneira a contribuir com a maturidade desse nosso mercado.

Tudo o que ensinamos, nós aplicamos na prática no nosso próprio negócio. Sem achismos, sem especulações… aqui é tudo muito mão na massa, testes e divulgar os resultados.

Entretanto, nosso conhecimento e capacidade de ensino vai muito além disso. Promovemos cursos específicos para aquele que desejam ter excelência em seus negócios.

Conheça um de nossos treinamentos avançados para negócios, o Acelerador Digital.

Esse programa já ajudou diversos empreendedores a alcançar o melhor potencial de seus negócios. E com certeza absoluta você pode estar nesse time de elite do mercado digital.

Acesse agora clicando no botão abaixo:

tendências de negócios