Qual é o Seu Perfil Financeiro?

Olá, aqui é a Flávia Quintanilha, e esse será o nosso espaço para conversar sobre Finanças e Organização agora semanalmente estarei com você leitor do Mentalidade Empreendedora, para te ajudar a trilhar os caminhos da organização financeira e investimentos. Para já começarmos conectados comece assinando essas dicas por e-mail aqui. 

Para iniciarmos essa coluna de Finanças Pessoais e Organização com sucesso e dar inicio a jornada pelo universo da organização financeira e contábil, vamos começar descobrindo o seu perfil financeiro.

Muitos dos problemas financeiros de hoje estão baseados na falta de conhecimento sobre si mesmo e de controle pessoal. Grande parte dos conflitos entre casais começa pelo dinheiro. O fato de não ter o suficiente para atingir os objetivos ou de ter em grande quantidade e não saber administrá-lo. Por isso é importante o diálogo entre o casal.

Ter metas e objetivos traçados faz toda a diferença para conseguir atingir esses objetivos e desfrutá-los. Talvez o desejo do homem de comprar um carro, não seja o mesmo desejo da mulher. É necessário que o casal converse, expondo seus sonhos, organize as finanças e trace as metas necessárias para que juntos as alcance.

Para isso é importante saber qual o seu perfil financeiro e do seu cônjuge, assim fica mais fácil entender pontos fortes e fracos um do outro. Ficando claro o papel de cada um para juntos atingirem seus sonhos.

Vamos aos perfis financeiros:

perfis-financeiros2

Poupadores: Entendem a importância de guardar, e por isso não se importam de reduzir os gastos para alcançar o que desejam. Muitas vezes são vistos como avarentos verdadeiros “mão de vaca”. Pontos fortes: disciplina e capacidade de economizar. Pontos fracos: conformismo com um padrão de vida simples, restrições a novas experiências.

Gastadores: Para estes o importante é viver bem hoje, não se importam com o amanhã. Gastam as vezes até mais do que possuem, gostam de ostentar, usar roupas caras, ter o carro do ano. Seu estilo de vida faz sucesso entre os amigos. Pontos fortes: hábitos pouco rotineiros, abertura a novas tendências. Pontos fracos: insegurança em relação ao futuro, dependência da estabilidade no emprego, aversão a controles, orçamentos e contas.

Descontrolados: Não tem controle de nada! Não sabe quanto entra, nem quanto sai da conta. Estão sempre cortando gastos, mas nunca o suficiente. Utiliza freqüentemente o cheque especial ou paga apenas o mínimo do cartão de crédito. Pontos fortes: É possível identificar algum? Pontos fracos: indisciplina, pagamento desnecessário de juros, desorientação.

Desligados: Até gastam menos do que ganham, mais não sabem exatamente quanto. Poupam o que sobra, mas apenas quando sobra. Quando atingem um valor mais alto nos investimentos, viajam ou trocam de carro. A fatura do cartão de crédito é uma surpresa todo mês. Pontos fortes: folgas financeiras, espaço para reduzir gastos. Pontos fracos: incapacidade de estipular e atingir objetivos, resistência a planos que exijam disciplinas.

Financistas: São rigorosos com o controle de gastos, com o propósito de economizar. Elaboram planilhas, andam com calculadora e lista de compras nos supermercados e shoppings. Entendem de investimentos, juros e inflação e são procurados por amigos e parentes para orientação. Pontos fortes: facilidade de desenvolver planos e colocá-los em prática, capacidade de empregar melhor o dinheiro. Pontos fracos: se não souberem se fazer entender, tornam-se uns chatos.

Qual desses perfis você se enquadra? Escreva nos comentário a baixo e diga se gostou dos resultados.

Assine aqui para receber as dicas de Finanças, Organização e Investimentos direto no seu e-mail.

Adaptado do livro: Casais inteligentes enriquecem juntos de Gustavo Cerbasi.