Como Empreender, viajar o mundo e viver uma vida saudável Ft. Rodrigo Polesso

Redação Mentalidade Empreendedora

Redação Mentalidade Empreendedora

Artigos produzidos pela equipe de redação do Mentalidade Empreendedora.

Entre no nosso News Letter e fique por dentro dos nossos conteúdos mais recentes!

 

Como Empreender, viajar o mundo e viver uma vida saudável Ft. Rodrigo Polesso 

Vamos bater um papo com Rodrigo Polesso, fundador do Emagrecer de Vez, empresário do mercado digital com muito resultado e, dentro do seu negócio, ele trabalha com um programa de assinatura e produtos de venda única. Ele é um dos dinossauros da internet e vamos entender a mentalidade de um empreendedor que trabalha com a vida saudável. 

Primeira pergunta, Rodrigão é: Quem é você? Quem é Rodrigo Polesso? 

Cara, a melhor forma de responder isso é procurar no Google o meu nome. Eu tenho que fazer isso pra achar o que estão dizendo sobre mim ~risos

Essa pergunta é difícil, é daquelas perguntas que tem que pensar 10 minutos antes de responder.

Em poucas palavras, eu sou uma pessoa que tenta passar os dias fazendo o que mais valoriza, fazendo o que eu mais gosto todos os dias.

Até meus 23 anos eu não estava fazendo isso, eu estava preso, limitado na minha situação, trabalhando numa empresa que não me trazia felicidade, não me gerava preenchimento de objetivos na vida e acabei cortando o cordão umbilical e saindo da empresa.

A partir de 2009, mais ou menos, que eu resolvi fazer o que eu queria fazer mesmo, que era viajar o mundo e trabalhar nas coisas que eu tinha interesse.

Então desde 2009 eu tento passar os meus dias fazendo o que eu gosto. E eu acredito muito em integridade, honestidade, fazer o certo independente de qualquer coisa, porque o mais valioso de tudo é você poder dormir a noite tranquilo.

E pra mim é uma grande paixão o estilo de vida saudável, emagrecimento, saúde, ajudar as pessoas a entenderem não só isso, mas também desenvolverem o senso crítico de cada um, que hoje é muito necessário.

E como você começou no mercado digital? Sendo uma grande referência nessa área da saúde, e como tudo começou? Você começou como nutricionista, tinha formação na área, conta um pouquinho pra gente essa história.

Foi tudo fruto da inquietude da época em que eu comecei a trabalhar nisso. Basicamente, a minha jornada no mercado digital foi traduzindo o que eu já gostava de fazer em um negócio que acabou me apoiando depois.

Eu comecei com 2 áreas, na verdade.

Eu comecei na área de emagrecimento e nutrição, porque eu estava estudando com a finalidade de ajudar a mim mesmo, pra me ajudar a emagrecer. era um hobbie e eu comecei a compartilhar e comecei a crescer com o Emagrecer de Vez desde então.

Outro hobbie que eu tinha na época era fotografia e começou a evoluir devagarzinho também.

Então eu transformei 2 hobbies meus em 2 negócios completamente diferentes.

Hoje em dia, eu passei “O Cara da Foto” pro meu irmão que dedica tempo integral a isso, então o negócio continua, é um dos maiores canais de fotografia do Brasil e eu, claro, continuei focando no Emagrecer de Vez que é o que eu realmente mais gosto de fazer.

Legal, cara. Rodrigo, qual foi o livro que você mais deu de presente? 

O meu. Obviamente é a resposta mais prática, porque esse foi realmente o que eu mais dei de presente.

Agora… Um que foi um divisor de águas pra mim que, apesar de não ter dado de presente, falei sobre ele pra muitas pessoas foi o do Tim Ferris, o Trabalhe 4 Horas Por Semana.

Foi esse livro que li em 2009 e, pra mim, abriu a mente no sentido de “ existe uma rota alternativa ao convencional.” Que na época não era o que existia na minha cabeça.

Na minha cabeça tava a questão de seguir o corporativo, desenvolver carreira gerencial numa multinacional e era isso que eu queria.

Então depois de ler esse livro, ele me abriu a cabeça e eu comecei a perceber: “Nossa, existe um caminho alternativo” e foi aí que a sementinha foi plantada. Então é um livro que eu recomendo.

Rodrigo me conta um pouquinho de algum hábito ou hobby incomum que você gosta de fazer?

Eu adoro andar de patins. Pra mim é como uma meditação.

Pra mim é muito mais difícil eu ficar quieto pra meditar do que eu ficar em movimento. Porque essa é a minha meditação. Em movimento eu consigo relaxar a minha mente mais do que eu ficar quieto. Quando eu fico quieto a minha mente fica mais ativa. Eu noto essa diferença.

Eu adoro andar de patins e adoro metal pesado, rock’n roll, já tive várias bandas no Brasil, na Alemanha, aqui no Canadá, eu tocava guitarra, cantava… Então são coisas que as pessoas talvez não saibam, mas eu adoro todo tipo de hobby, atividade física etc.

E olhando pro tópico que você é referência, em vida saudável, toda essa dinâmica de se alimentar melhor, como você vê isso na vida de empreendedores? Qual o impacto disso e o que você tem visto de resultado?

É muito grande. O bem estar que você sente durante o dia, a energia que você tem é diretamente proporcional à quantidade de coisas que você produz durante o dia. Quando você se sente bem, você produz mais, você fica mais inspirado, mais resiliente também.

E tem uma coisa que a gente faz que é comer durante o dia. Empreendendo ou não você faz isso. Só que muitos empreendedores acabam sacrificando esse estilo de vida alimentar em nome do negócio.

Ficam muito ocupados, então acabam pecando pra praticidade excessiva, o estresse acaba trazendo você pra hábitos ruins, porque você quer uma coisa boa pra te satisfazer em um momento, também…

Uma vez que você consegue melhorar o seu estilo de vida alimentar, de fato… E isso que eu tô falando não é sofrer e comer só salada e peito de frango não. Mas é voltar a entender o que é uma alimentação correta. Quando você faz isso, você começa a se sentir melhor. Quando seu corpo se sente melhor, a sua mente se sente melhor. Você começa a ter mais clareza mental. Você começa a ter mais disposição, mais energia, mais positividade.

A gente sabe que coisas como depressão e negatividade estão muito relacionadas à saúde física do nosso corpo. A saúde fisiológica do corpo tem muito a ver com a saúde mental. As coisas não são desconexas, as coisas são muito conectadas.

Então quando os empreendedores, e pessoas em geral, perdem peso e começam a ter um estilo de vida mais saudável, eles percebem que começam a ficar mais produtivos e ver as coisas com uma perspectiva diferente.

E quem ganha é você e o seu negócio.

Não dá pra ignorar a saúde em nome do negócio, porque você vai sacrificar o negócio também. E, uma hora, a corda vai chegar no pescoço.

Muito doido isso. Eu tenho sentido isso. Eu comecei a buscar me regrar mais, mas vou te falar que é difícil aquele negócio de 3 em 3 horas, não consegui me adaptar a isso não… 

E não tem que se adaptar mesmo. Isso é mito. Quem come de 3 em 3 horas é vaca no pasto, não você.

Aí, por isso eu tô levantando essa bola. Queria que você falasse um pouco disso. Você tem me ajudado, inclusive, a enxergar a alimentação forte como recurso pra me desenvolver melhor dentro dessa perspectiva como um empreendedor e eu quero te ouvir um pouco, porque, de fato, é um grande desafio e existem essas regras alimentares que a gente ouve por aí. Fala um pouco sobre isso e como pode impactar positiva ou negativamente a vida do empreendedor.

Eu acho que o empreendedor, principalmente, não é o tipo de pessoa que precisa de mais regras. Nós já somos pessoas que estão bastante comprometidas, bastante sérias e ocupadas. Já tem muita coisa pra fazer em termos de negócio. A gente não precisa de mais regras, como comer de 3 em 3 horas, de comer só o que “tem na listinha”, ter a coisa preparada, se ocupar com esse tipo de coisa. Aí a alimentação acaba sendo uma fonte de estresse.

Eu não acho que o empreendedor precise de mais uma fonte de estresse. Nem que seja correr uma hora na esteira por dia que, raramente, vejo pessoas que realmente gostam disso. Gostam de outras atividades, como jogar bola, tênis ou outra coisa, mas não de correr na esteira. Ou de passar vontade na alimentação. É outra coisa que o empreendedor não precisa como um estresse adicional.

Por isso que eu trago essa questão dos mitos da nutrição. Se você for na internet procurar por emagrecimento, o convencional é avesso à ciência. Ele não reflete o que a gente já sabe na ciência.

E tem vários fatores que a gente pode falar do porquê continuar sendo assim…

Mas o que eu trago é muito simples. É se reconectar com a alimentação natural, entendendo o que é. Isso significa uma alimentação saudável, mas também extremamente saborosa, feita dos alimentos que, naturalmente, nós mais gostamos sem esforço.

As pessoas não acreditam que a gente está de dieta comendo o que a gente come e tem milhares de casos de sucesso mostrando, porque isso é baseado em evidência.

Então a minha dica é pra questionar o convencional, à norma na área da nutrição, questionar de forma inteligente, cética e crítica, assim como na área do empreendedorismo, do marketing, sempre questionar. O senso crítico é muito importante.

A questão que eu trago no meu livro, inclusive, é a liberdade alimentar. É o oposto de regras. Uma vez que você entende algumas coisas, você pode criar um estilo de vida alimentar pra você, modelar ao que você prefere e obter essa liberdade.

Isso ajuda o empreendedor, porque você não precisa ficar “se chicoteando” com essa pressão de emagrecimento, ou regras adicionais que, realmente, não são comprovadas e nem dão resultados.

Falando agora de investimentos. A gente sabe que, como empreendedor, a gente precisa investir o nosso tempo, a nossa energia, nosso dinheiro em algo que faz a gente crescer e se desenvolver. Conta pra mim qual foi um dos melhores investimentos e mais valiosos que você já fez na sua carreira?

Com certeza foi em desenvolvimento pessoal. Sem a menor dúvida.

Desde criança eu fui uma pessoa mais tímida, com pouca autoconfiança. Quando eu era criança, até adolescente, eu morava no norte do país, morei no norte do Mato Grosso, Rondônia etc. Então eu era a pessoa diferente lá naqueles lugares e eu sofri discriminação. Coisa de criança. Por motivos que as pessoas não estavam acostumadas.

Quando eu estava com 14, 15 anos, eu percebi que estava deficiente nessa parte e comecei a pensar na área de desenvolvimento pessoal. Só que na época eu não sabia que chamava isso. Então eu procurava “truque de autoconfiança”, esse tipo de coisa. Daí eu comecei a achar livros.

Então desde os 15 anos até os 20/21, eu desenvolvi esse hábito de ler livros de desenvolvimento pessoal. Isso foi uma coisa que mudou a minha vida.

Falando um pouco sobre hábitos, comportamentos e rotinas nos últimos anos, teve um novo hábito que você incluiu na sua rotina que te potencializou, deu mais produtividade , que fez você crescer mais?

O primeiro é a questão da alimentação. Se você se sente bem, você se sente produtivo, Isso é a chave. Todo empreendedor precisa focar na alimentação e num estilo de vida saudável.

Geralmente, o empreendedor começa a pensar na saúde e no estilo de vida depois que ele atinge um certo nível de sucesso.

Agora eu proponho o seguinte: Que você comece a pensar nisso antes, pra você atingir aquele ponto de sucesso antes.

Uma coisa que me ajuda bastante e eu costumo indicar pras pessoas que são empreendedores e produtores de conteúdo quando estão com falta de estímulo, desmotivadas, é você fazer no dia a dia aquilo que você ensina, se manter conectado.

Por exemplo, se eu ensino sobre nutrição, é muito fácil me desmotivar se eu me desconectar dessa área. Então se eu desenvolver o hábito de me conectar, estudar mais, assistir palestras e me manter conectado com a nutrição, que é uma coisa que eu já gosto, é muito mais fácil me manter motivado e “manter aceso” o fogo dessa paixão pela área.

Então muita gente acaba se desconectando da expertise pra poder focar em estrutura de negócio. Só que é muito fácil você se desmotivar. Então eu desafio você fazer essa parte que precisa ser feita, despender a atenção que você precisa pra questão do negócio, mas manter uma conexão muito forte com a essência do negócio, daquilo que você ensina.

E quando você se sente perdido, sem foco, sem saber pra onde ir. O que você faz? 

O que eu costumo fazer e costumo dizer que, pra abrir a cabeça, nós precisamos abrir o ambiente. Eu acredito muito nisso.

Então se você está desmotivado, não consegue ver saída, está em um túnel de negatividade, uma forma de realmente sair disso e abrir a cabeça é abrir o abrir o ambiente.

Pra mim funciona muito coisas simples, por exemplo dar uma caminhada. Ou sair na sacada do seu apartamento. Abra o ambiente para abrir a cabeça.

Pra mim, por exemplo, eu vou andar de patins em uma área aberta, coloco uma música e isso me ajuda.

O fato de você fazer isso e voltar no mesmo assunto 30 minutos depois, você muda completamente a perspectiva.

Uma vez você acha que está no fim do túnel e não existe luz, o fato de você abrir o ambiente por pouco tempo, você começa a ver essa luz no fim do túnel.

É isso que eu faço e é isso que eu recomendo pras pessoas.

Não fique patinando dentro desse túnel escuro, porque você vai ter muita dificuldade pra sair. Abra o ambiente, dá uma respirada, dá uma refletida, tira um break, vai escutar uma música e volta.

Você vai ganhar uma nova perspectiva e a solução daquele problema pode ficar bem mais aparente e vem mais facilmente.

Uma coisa que eu vejo muito, Rodrigão, é que quando as pessoas estão cansadas, ao invés delas descansarem, elas querem desistir. Descansar, muitas vezes é a saída. Muito bom! 

Olhando pra sua trajetória, esses anos dentro do mercado digital vendendo seus produtos online e tudo mais, o que você considera como um grande erro? Qual foi seu maior erro até hoje? 

Talvez o principal foi dispersar o foco.

Como eu falei, eu queria transformar todos os meus hobbies e minhas paixões em negócios.

No começo da minha carreira, eu cheguei em um ponto que eu criei 3 negócios grandes e estava levando eles à frente. Era o Emagrecer de Vez, O Cara da Foto e a Máquina Automática de Vendas, que é um produto de copywriting que eu fiz com o Bruno Picinini como sócio.

Então eu tinha 3 avenidas correndo ao mesmo tempo.

Tem uma coisa que eu aprendi na prática que é quando você dispersa o foco, você dispersa os resultados também.

O que você foca cresce. Todo mundo sabe disso. Só que entender isso e praticar é diferente.

Todo mundo sabe de muita coisa, mas praticar é pouco.

Então uma coisa que eu fiz com o tempo foi desmembrar essas coisas e escolher focar naquilo que eu mais gostava e fazer aquilo crescer de forma melhor.

Então tiramos do ar a Máquina Automática de Vendas depois de 2 anos, O Cara da Foto eu passei pro meu irmão e focamos no Emagrecer de Vez.

Novidade que, quando eu foquei no Emagrecer de Vez, a coisa cresceu.

Outra coisa que aconteceu: Eu estava focando muito em conteúdo, que eu adoro fazer, e eu não estava focando o quanto eu queria na questão de marketing.

Eu não estava focado em vender.

Em 2019 e 2020 eu tomei a decisão de focar em vender e adivinha o que aconteceu? Vendeu mais.

O que você foca cresce. O grande desafio é escolher no que focar.

Eu acredito que você consegue ganhar muito mais com um produto e um negócio do que você ter 3 produtos e 2 negócios, se a dispersão de foco acaba sacrificando tudo isso.

Existe uma coisa que as pessoas sabem que existe mas não entendem, que é o preço da troca de contexto.

Por exemplo, você está no windows com zoom aberto. Aí você aperta alt+tab e volta pro navegador, ai aperta de novo e volta pro zoom. Você está o tempo todo trocando de contexto.

Nos negócios, como funciona isso?

Se eu tenho que escrever um script de vendas do Emagrecer de Vez e eu tenho outra tarefa no meu dia que é trabalhar num script de vendas do Cara da Foto, sobre fotografia.

O preço da troca de contexto é muito grande. Parar, tirar da cabeça tudo o que é de emagrecimento, pra carregar tudo o que é de foto, ter que pensar em fotografia pra começar a trabalhar nisso…

Então se você tem vários produtos e vários negócios e você precisa ficar mudando de contexto toda hora, o preço disso é muito grande, porque grande parte do seu dia vai ser jogado no lixo, a energia vai ser jogada no lixo só pra você mudar e contextualizar com esse novo projeto.

Então essa é minha grande dica, foque no que você quer que faça crescer. Porque o potencial de uma coisa só é muito maior do que as pessoas imaginam.

Quando o assunto é recorrência, o que isso tem de impacto no seu negócio? 

Isso me lembra do Iron Maiden, uma das maiores bandas de metal da história e eles fizeram o quê?

Se você lança um álbum de música, você só consegue vender esse álbum uma vez só. Ninguém compra 2 álbuns iguais.

Então eles pensaram assim: “Como que eu vou vender o mesmo produto várias vezes pra mesma pessoa? Eu sou um artista e não vendo o mesmo álbum 2x pra mesma pessoa”

Aí eles montaram uma cervejaria. Então o Iron Maiden tem uma marca de cerveja. Que é uma forma de vender o mesmo produto várias vezes pra mesma pessoa.

Se a gente for pensar, a recorrência é isso.

Ao invés de vender um produto vitalício, você vende uma recorrência do mesmo produto, fazendo várias vendas para a mesma pessoa.

Então eu tenho produto de recorrência chamada triboforte.com.br, é um portal de assinatura.

Até poucos anos atrás, todos os meus produtos eram de acesso vitalício. É uma coisa que eu tô mudando agora.

E você tem 2 formas de fazer: Você pode criar uma assinatura mensal, semestral ou anual, ou você pode vender um acesso anual a um curso com módulos, por exemplo.

Porque tudo tem data de expiração. Se você entra numa faculdade, você tem acesso a um tempo determinado, não é pro resto da vida.

E é uma forma inteligente, em termos de empreendedor, obviamente, porque você vende a mesma coisa pra mesma pessoa.

E claro que vem com os seus próprios desafios. Tem que ter um motivo pras pessoas comprarem de novo o mesmo produto. Esse é o grande desafio.

Os 2 modelos funcionam.

Agora, se você quer um, foque nele.

O problema é quando você começa a mudar. Tenta por um mês, não deu certo. Aí vai pra outro….

Então foca. Com certeza é um modelo que pode trazer ótimos resultados.

Rodrigão, se você tivesse a oportunidade de colocar uma frase estampada em um outdoor gigante que todo mundo pudesse ler, qual frase você colocaria? 

Não vou nem pensar muito. Eu colocaria : “Viva sua vida com senso crítico e integridade”.

Traduzindo em mais palavras: Viva fazendo o certo, aquilo que você acredita estar certo, porque o valor de você dormir a noite tranquilo não se compra e é uma coisa que as pessoas se arrependem depois.

E outra coisa muito importante sobre a questão do senso crítico: Acho que 2020 deixou muito claro pra gente que o senso crítico é uma habilidade que não pode ser descartada.

Precisamos questionar as coisas de forma inteligente. Eu falo que é ceticismo inteligente.

Não é falar “Ah,eu não acredito nisso. Isso é besteira.”.

Ceticismo inteligente é procurar saber o porquê das coisas. Duvidar e questionar a norma, o convencional, em todas as áreas.

Desde nutrição, empreendedorismo, marketing, política, saúde, qualquer coisa.

Tem muito interesse nesse mundo que acaba disfarçando a verdade e você precisa questionar. Não precisa aceitar as coisas como certo.

Acho que esses valores são importantes.

Me conta aqui: Como você gostaria de ser lembrado? Rodrigo Polesso partiu e vamos falar dele… Como você gostaria de ser lembrado? 

Essa é difícil…

Eu acho que como uma pessoa que não tinha medo de falar o que achava e pensava. Que não precisava maquiar o discurso. Uma pessoa autêntica.
Uma pessoa que as pessoas vêem que é transparente.

Eu gostaria de ser lembrado assim… Uma pessoa que, independente se você concorda com a opinião ou não, mas que fala o que acredita, não está maquiando o discurso, tá falando na lata, sem papas na língua.

Eu valorizo muito essa qualidade nas pessoas e gostaria de passar isso pras outras pessoas.

Estamos caminhando pro final, já quero te agradecer e fazer uma última pergunta: Quais são os 3 conselhos que você daria pro seu filho?

Pensando na forma que eu fui criado pelos meus pais, as grandes coisas que eu lembro é essa formação de valores.

Acho que valores são as principais coisas que a gente deve passar pros nossos filhos, independente de conhecimento específico e técnico.

Claro que eu posso falar sobre essa questão da alimentação saudável e tudo mais.

Mas acho que a parte mais importante é desenvolver essa autoconfiança do filho, dizer que é okay ter inseguranças na vida, que isso é um sinal que você está aprendendo, crescendo e pisando fora da zona de conforto.

Outra coisa é não aceitar as coisas facilmente, criar esse filtro dentro de você, onde você escuta e você digere isso, filtra e questiona se faz sentido pra você.

E muito importante também: Viva acreditando na sua integridade, nos seus valores e no que você quer. Acreditando no que é certo. Apesar daquilo, talvez, ser impopular.

Porque isso é muito comum de acontecer. Às vezes você sabe o que quer, sabe o tipo de pessoa que você é e você acaba abafando isso porque é uma coisa impopular.

Acho que não existe vida fácil pra ninguém, isso é um grande mito, não olhe pro Instagram e ache que só você tem problemas, porque cada um está vivendo seus problemas mas cada um mostra a melhor parte da sua vida. Óbvio.

Então tenha essa maturidade que todo mundo está pulando pedras. Não tem ninguém que não tenha pedras no caminho. Abrace as dificuldades.

Sempre que estiver dúvida sobre o caminho, volte e se pergunte se esse caminho está alinhado com o que você quer.

Se você está em paz consigo mesmo, seguindo um caminho que pra você é o certo, você está pronto pra enfrentar qualquer obstáculo que vem em frente.

Porque o mais importante é você estar alinhado com o que você quer, com o certo, e seguir em frente com integridade, jogando o jogo com integridade e nunca abrindo mão do que você acredita.

Acho que é isso que eu passaria pro meu filho.

Muito bom. Rodrigão, obrigado por esse tempo, por dividir com a gente um pouco da sua experiência, da sua mentalidade, meu objetivo aqui foi de alguma forma com essas perguntas extrair um pouco da sua mentalidade pra que a gente possa aprender e usar isso ao nosso favor. A gente sabe que é muito importante a gente conseguir ver pessoas que têm alcançado resultados expressivos na nossa sociedade, gerando valor pra outras pessoas, você tem aí um negócio que é mega expressivo e que ajuda tanta gente a viver uma vida saudável e, pra mim, foi um privilégio e uma honra poder bater esse papo com você aqui. Eu queria que você deixasse as suas considerações finais e suas redes pra galera te acompanhar.

Bom, não ignorem a alimentação, não ignorem a barriga que está crescendo, não ignorem você se sentir mal, não ignorem você sentir falta de clareza mental.

Isso tudo pode ser revertido, comprovado pela ciência, em grande parte, com mudanças simples na alimentação e na maneira como você vive o dia a dia.

E quando eu falo isso eu não estou falando do tradicional. Quando eu falo em focar na alimentação, você já imagina o sofrimento, tendo que comer de 3 em 3 horas, comer só peito de frango e brócolis, mas não é isso que eu tô falando.

Então eu convido todo empreendedor a focar na alimentação, melhorar a forma física para melhorar a forma mental e a forma do negócio também, que é um ganha-ganha-ganha.

E se alguém tem algum interesse no trabalho que eu faço, pode procurar por Rodrigo Polesso na Amazon que você vai achar o meu livro que chama “Este não é mais um livro de dieta”.

E, também, nas redes sociais: Rodrigo Polesso no instagram, tem o canal Emagrecer de Vez no YouTube.

A única coisa que eu peço de retorno é que, depois de ter resultados com as minhas dicas, me manda o testemunho depois, só isso!

Muito bom. Muito obrigado pela sua participação, tamo junto e um grande abraço!

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

Beleza! Falta só mais um passo para você receber nosso News Letter, vá agora no seu email para

CONFIRMAR

Opa! Novo por aqui?

Então segue nosso Instagram para aprender mais sobre recorrência e o mercado digital.

Assine o News Letter e fique por dentro de nossos novos conteúdos semanais.

R$27.00

Livro Digital

O SEGREDO PARA NUNCA MAIS VENDER SUA HORA, CONQUISTAR LIBERDADE, SEGURANÇA E RECONHECIMENTO PELO SEU TRABALHO E SER MUITO BEM PAGO POR ISSO…

R$27.00

Livro Digital

O SEGREDO PARA NUNCA MAIS VENDER SUA HORA, CONQUISTAR LIBERDADE, SEGURANÇA E RECONHECIMENTO PELO SEU TRABALHO E SER MUITO BEM PAGO POR ISSO…

R$27.00

Livro Digital

O SEGREDO PARA NUNCA MAIS VENDER SUA HORA, CONQUISTAR LIBERDADE, SEGURANÇA E RECONHECIMENTO PELO SEU TRABALHO E SER MUITO BEM PAGO POR ISSO…