A FORMA MAIS FÁCIL DE ALCANÇAR SEUS 21 MIL RECORRENTES | PodcastME T03 E09

Redação Mentalidade Empreendedora

Redação Mentalidade Empreendedora

Artigos produzidos pela equipe de redação do Mentalidade Empreendedora.

Entre no nosso News Letter e fique por dentro dos nossos conteúdos mais recentes!

Hoje eu tô aqui para abrir a caixa preta para você.

Recentemente recebi a seguinte pergunta: Qual é a forma mais fácil de se começar uma assinatura para alcançar os 21.000 recorrentes?

Existe uma forma que, normalmente, eu vejo meus alunos do Revolução da Recorrência aplicando e tendo muito resultado desde o início: O formato de comunidade online.

Não sei se você já ouviu sobre esse formato. Um exemplo bem claro é a comunidade do Business Hacker, é o nome da minha comunidade da recorrência. 

Nós já somos no Brasil a maior comunidade de programa de assinatura e a gente segue crescendo dia após dia, mês após mês e ano após ano.

O formato de comunidade é bem atrativo e, para mim, é o mais fácil de você começar uma assinatura. Por isso eu vou te dar 7 Passos ao longo desse artigo para você aplicar e alcançar seus primeiros 21 mil recorrentes com uma comunidade online. 

Mas antes eu quero dividir com você como que surgiu a ideia do Business Hacker

O BH veio de 2 necessidades dos meus mentorados

De interação com pessoas mais experientes no mercado, que é a galera do meu grupo de mastermind, o Mentalidade Master.  Então eu criei um ambiente onde eles pudessem conversar, trocar informações e experiências. 

A segunda era a necessidade de continuar a conexão.

Como assim?

Após um ciclo de mentoria, o mentorado tem  a possibilidade de renovar o ciclo, avançar para o Mentalidade Master (dependendo dos resultados dele) ou cancelar.

Existem alguns mentorados que finalizam o processo de mentoria e não renovam o programa. E pra manter a conexão com essa galera que não avança nem renova, eu criei a Comunidade do Business Hacker em 2017.

Não é incomum a gente ter pessoas que terminam o ciclo da mentoria, estão num outro momento de vida e eles não renovam. Mas se mantém conectado com a gente. 

Depois de um tempo eles voltam para mentoria, como aconteceu com a Ale Minati, com a Renata Lisboa e com a Milla Veras… 

Ou seja, pessoas que no momento de vida específico elas não estão prontas para renovar o programa, ou não querem e, de repente, em algum outro momento elas retornam. 

Pensei: 

“Hm, interessante… Então eu tenho aqui o meu programa de mentoria que ele é continuado, recorrente, funcional e as pessoas acendem para o próximo passo. 

Eu tenho aqui o meu grupo de mastermind, onde a galera já tem um nível de resultado com um ticket bem mais alto (60 mil ao ano) e a galera renova todos os anos. 

Eu tenho um programa online, que é funcional, que as pessoas iniciam um relacionamento comigo e tudo mais… 

E se eu tiver um ambiente onde essas pessoas todas possam conversar?”

Daí surgiu a base de crescimento, o lugar onde eu posso servir o meu cliente continuamente, com ele cancelando algum outro programa mais premium ou não, esse cara continuar comigo, renovando. 

O que é muito curioso é que lá no início do mercado digital, em 2013, quando eu estava aprendendo com Conrado Adolpho e o Érico Rocha, no primeiro Fórmula de Lançamento, as comunidades eram entregues de forma gratuita.

Ninguém nem considerava vender a comunidade, um grupo do Facebook.

Eu resolvi colocar um preço, entregar algo de valor e tem funcionado há anos, com mais de 500 membros hoje. 

Legal, agora como criar a sua comunidade com 7 passos simples: 

 

Passo #1 – Defina o tema central da sua comunidade

No meu caso, a gente fala de internet marketing com ênfase em recorrência.

Então ela tem conteúdo de copy, tráfego, conteúdos de social media, funil, liderança, time, equipe e tudo isso apontando para produtos e serviços de assinatura.

Então o tópico central da minha comunidade é Recorrência para pessoas que já tem ou querem ter um negócio digital de assinatura.

Olhando para os nossos alunos, temos alguns exemplos como: 

Marcelo Akira com uma comunidade de Engenheiros, Engefly. 

Tem pessoas com comunidade de médico, outros comunidade de fotógrafo, de pintores, de artesãos, comunidade das mulheres selvagens de autoconhecimento e de sexualidade feminina, comunidade de gestores de tráfego e tantas outras. 

 

Passo #2 – Defina o lugar que a sua comunidade vai se reunir 

Ela vai ser um grupo no Facebook, no telegram, no whatsapp? 

Não precisa construir plataforma nem nada disso. A comunidade do Business Hacker roda desde 2017 num grupo fechado do Facebook. 

 

Passo #3 – Monte a sua proposta de vendas

Sabe como é que eu fiz a minha primeira proposta? 

Eu escrevi um texto de “como vai funcionar a comunidade”, botei toda a visão que eu tinha para comunidade, por exemplo:

“Cara, é um lugar de pessoas que estão querendo crescimento, é um ambiente onde a gente vai trocar informações, boas práticas do mercado digital com foco em assinaturas, vamos falar sobre copy, tráfego e etc. 

Um lugar para você que tem assinatura.  Você não pode ficar de fora, porque você vai estar ali num ambiente com pessoas que estão fazendo a mesma coisa que você. 

Se você tem desejo de fazer uma assinatura você tem que estar dentro, porque você vai aprender com quem tá fazendo o que você quer fazer[…]” 

A Letícia, fundadora da comunidade Tributaristas do Futuro, começou assim:

Ao invés dela sair botando uma grana violenta em anúncios e coisas desse tipo, ela pegou o Direct do Instagram, apresentou a proposta de vendas no 1 a 1 e conquistou 43 assinantes, seguindo esse exato passo a passo. 

 

Passo #4 – Defina o plano de conteúdo 

“Ah, Pedro, eu preciso gravar tudo de uma vez só?”

Óbvio que não. 

No Business Hacker, a gente definiu o plano de conteúdo 2017 e 2018 e depois, em 2019, 2020 e 2021, a gente ouve a comunidade e entrega o que os membros pedem. 

Temos um documento de ideias que os membros votam e os conteúdos vão sendo baseados nisso. 

 

Passo #5 – Tenha regras claras 

Ter regras claras, o que pode e o que não pode, é importante porque isso facilita a condução do processo.  

 

Passo #6 – Tenha um processo de onboarding Incrível 

Onboarding é como a pessoa é recebida. 

Você tem um vídeo de boas-vindas? 

Você estimula a pessoa a se apresentar? 

Depois você dá um primeiro passo prático para ela gerar algum resultado rápido? 

O processo de onboarding é interessante e importante porque ele é responsável por 73% da retenção na sua comunidade;

Mais importante do que simplesmente trazer membros, é você conseguir manter os membros ativos, pagando, porque aí que tá a chave da lucratividade desse jogo da recorrência.

 Passo #7 – Dê um resultado rápido para o seu assinante

 

Uma transformação rápida.

No meu caso, temos um desafio de uma venda pra quem nunca vendeu e uma tática específica para o cara copiar e colar, gerando resultados com uma sequência específica de emails, aumentando o faturamento para quem já vende. 

Esse é um exemplo de vitória rápida.

Esses são os 7 passos para começar a sua assinatura de forma rápida e fácil e ir crescendo pouco a pouco ao longo do tempo, criando uma base.

E, se você quer começar a sua recorrência e não quer fazer sozinho, quer a minha ajuda pra te guiar nesse caminho, se aplica na Mentoria Makers clicando aqui.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

Beleza! Falta só mais um passo para você receber nosso News Letter, vá agora no seu email para

CONFIRMAR

Opa! Novo por aqui?

Então segue nosso Instagram para aprender mais sobre recorrência e o mercado digital.

Assine o News Letter e fique por dentro de nossos novos conteúdos semanais.

R$27.00

Livro Digital

O SEGREDO PARA NUNCA MAIS VENDER SUA HORA, CONQUISTAR LIBERDADE, SEGURANÇA E RECONHECIMENTO PELO SEU TRABALHO E SER MUITO BEM PAGO POR ISSO…

R$27.00

Livro Digital

O SEGREDO PARA NUNCA MAIS VENDER SUA HORA, CONQUISTAR LIBERDADE, SEGURANÇA E RECONHECIMENTO PELO SEU TRABALHO E SER MUITO BEM PAGO POR ISSO…

R$27.00

Livro Digital

O SEGREDO PARA NUNCA MAIS VENDER SUA HORA, CONQUISTAR LIBERDADE, SEGURANÇA E RECONHECIMENTO PELO SEU TRABALHO E SER MUITO BEM PAGO POR ISSO…