Como começar seu produto recorrente da forma mais simples possível

Nos últimos anos, produtos de venda recorrente têm ganhado cada vez mais força no Brasil.

E, não à toa, esse modelo de negócios vêm surpreendendo as empresas a cada ano e mudando o mundo.

Você, empreendedor, quer saber como começar o seu produto recorrente? Então este artigo é pra você!

E, se você já possui um produto recorrente e quer saber como vender mais, apresentaremos algumas das soluções mais simples para você alavancar de vez.

Continue conosco para conferir!

O que você precisa saber para criar seu produto de venda recorrente?

Pois bem, se você está lendo este artigo presumo que você já teve algum contato com o tema de venda recorrente, que você conhece o seu conceito e até mesmo alguns de seus modelos.

Afinal, se você deseja criar um produto de venda recorrente é preciso, antes de mais nada, conhecer a fundo o que é essa modelo de venda exatamente.

É necessário saber a melhor forma de venda recorrente que irá de se adequar ao seu produto.

É preciso entender que a vender de forma recorrente otimiza o seu negócio, fazendo com que ele avance e não retroceda,sem trazer grandes dores de cabeça.

No último mês, o foco da Mentalidade Empreendedora foi sobre o assunto de venda recorrente. Portanto, material não faltará aqui para você.

Caso já tenha certo conhecimento, prossiga comigo.

O primeiro passo é pensar como sua empresa pode se adaptar a esse sistema e se ele é mesmo válido para o seu tipo de negócio.

Somente com essas questões resolvidas sua empresa estará preparada para uma possível transição.

E a melhor maneira de encontrar essas respostas é fazendo um modelo teste, ou protótipo, por assim dizer.

O nome desse teste é MVP.

Use um MVP para testar e validar a sua ideia de negócio de recorrência

recorrente

Antes de investir seu tempo e seus recursos em uma ideia que você não tem certeza que vingará, é prudente de sua parte que faça um teste primeiro.

Você pode fazer uma validação de um jeito bem simples.

Primeiro, você deve usar uma plataforma digital para se comunicar com uma base de consumidores. Pode ser uma grupo de Facebook, ou até mesmo um grupo de Whatsapp.

Neste grupo você vai gerar valor com alguma informação de qualidade. Pode ser uma apresentação, um conjunto de dicas específicas relacionadas com algum um problema que as pessoas costumam ter no seu nicho de mercado… enfim, algo que “prenda” as pessoas na sua comunicação.

Nesse grupo você fará uma oferta de serviço, ou de entrega de produtos. E para ajudar com o pagamento por cartão de crédito da mensalidade, você pode criar uma conta do PagSeguro. Lá, você terá todas as funcionalidades necessárias, sem pagar nada.

Pronto, assim você já começa um produto recorrente para um grupo de pessoas e validar a sua oferta.

Claro, essa é uma forma resumida de fazer uma validação. Dê uma conferida no artigo que escrevi com um passo a passo de como fazer uma boa validação de um produto, clicando aqui.

Depois de testado, avalie seu produto recorrente

Feito o teste com o MVP, é necessário analisar se sua empresa terá a estrutura ideal para atender a demanda recorrente.

Você conseguirá atender seus clientes mantendo a qualidade do seu produto durante todo o tempo em que eles serão assinantes?

Sua força de trabalho atual conseguiria manter a demanda e produzir ainda mais caso surgissem novos assinantes?

Pois é, questionamentos plausíveis e que precisam ser resolvidos em primeira instância, negligenciar essas pendências, pode gerar problemas futuros.

Isso porque credibilidade é um dos pilares da venda recorrente.

Se ela estiver em xeque o tempo todo, tende a sofrer impactos negativo, e você como empresário ou microempreendedor sabe o poder que a negatividade tem sobre seu produto ou serviço.

Lembrando que vale apostar na originalidade, pois oferecer o que todos já oferecem só te torna mais um no meio da multidão.

E, além do mais, é preciso saber exatamente o que seu público-alvo está realmente buscando.

Como eles consomem este tipo de produto? Com qual frequência?

O seu produto recorrente irá de fato impactar a vida de seus clientes?

Essas são somente algumas das informações principais que poderão te guiar no aprimoramento do seu produto recorrente.

Aliás, essa é uma regra básica para qualquer coisa para fazer e vender: conheça o seu cliente.

Por fim, quando criar seu produto de venda recorrente, crie também metas e objetivos para eles.

Qualquer negócio hoje em dia precisa estar pautado em planejamentos e metas. Sem isso o seu negócio é como um navio sem capitão nem bússola, no meio do oceano indo na direção em que o vento soprar.

Por fim, se coloque no lugar do seu cliente. O nome disso é empatia.

Como você acredita que seu produto beneficia seu cliente? O que fará com que ele pague todos os meses para obtê-lo? Exclusividade? O preço? Ou a qualidade do produto ou serviço que você oferece?

Agora que você já sabe o que é preciso para começar o seu produto recorrente, veja alguns exemplos de como fazê-lo abaixo.

Dois modelos mais fáceis para começar o seu produto recorrente

A economia da recorrência é um ótimo modelo para quem deseja criar o seu produto recorrente, entrar no mercado e realizar vendas todos os dias.

É uma ótima estratégia que garante crescimento rápido e traz, não só para a sua empresa, como para o seu cliente, uma série de vantagens.

Aqui, ambos ganham. O cliente que consome um produto mais personalizado e cômodo, e você, empresário, que acaba por gerar uma receita previsível mensal.

Conheça os dois modelos mais buscados (e mais fáceis) de venda recorrente. Veja:

Caixa surpresa

recorrente

Nessa modalidade, o cliente recebe em casa (fisicamente ou digitalmente) todo mês itens de seu gosto pessoal oferecidos por uma empresa.

Geralmente esses itens são de nicho específico e são selecionados por uma espécie de equipe de curadoria da empresa responsável.

Como exemplo de empresa que deu certo nesse modelo e hoje é sucesso no Brasil temos a Tag Livros.

Eles garantem todo mês a seus assinantes uma caixa com livros e brindes para leitores aficcionados.

Os livros são especiais e exclusivos e, acompanham um marcador de página, uma revista sobre a obra literária e um brinde surpresa.

Outro exemplo de produto recorrente dentro desse modelo de caixa surpresa é a Omelete Box, uma baita sacada do site de notícias de cultura pop Omelete.

Também de forma mensal, o assinante recebe em casa uma caixa contendo produtos físicos relacionados a uma tema nerd e geek, seja um filme que está em lançamento, uma série nova, um desenho e etc.

Esses itens costumam variar entre camisas, bonecos, itens de decoração, etc.

Importante: se você deseja iniciar nesse modelo é bom ter uma loja virtual já bem estabelecida, além de um bom contrato com alguma transportadora.

Clube privado

O ser humano tem uma tendência de se organizar em por grupos, em geral. E, arrisco, dizer que muitos passam a vida toda tentando se encaixar e fazer parte de um grupo exclusivo.

Basicamente, esse é o conceito de clube privado, oferecer a seus clientes o seu produto recorrente, porém, mais que isso, aproximá-los.

Por exemplo, dentro do apoia.se, plataforma de financiamento coletivo recorrente, os produtores de conteúdo nichado oferecem inúmeras vantagens para convencer alguém a se tornar assinante.

Uma dessas vantagens é participar de um grupo secreto do Facebook exclusivo.

Logo, o assinante terá acesso a pessoas com o mesmo interesse em comum e terá um espaço seguro para discutir aquele interesse. Além de sentir-se exclusivo.

Você pode criar um clube em torno do seu produto.

No entanto, para valorizar ainda mais a sua marca tenha em mente o conceito de clube.

Clubes não aceitam qualquer pessoa. Portanto, é muito importante criar regras de conduta para os membros.

Comece agora mesmo o seu produto recorrente!

Falando em clube, você já pensou em como seria interessante reunir pessoas com o seu mesmo interesse por venda recorrente em um único lugar?

Pois é, agora você pode.

Todos eles podem ser encontrados em nosso Business Hacking, uma nova metodologia de interação e consultoria.

Onde todos os participantes possuem um único objetivo: crescer!

E eu lhe faço esse convite agora.

Participe você também da nossa comunidade Business Hacker. Aqui, nós juntamos nossas mentes para encontrar as melhores soluções para cada negócio e compartilhar entre os membros.

E um dos assuntos que mais tratamos é sobre o modelo de recorrência.

Então participe agora!

➥ Quero fazer parte da comunidade Business Hacker e impulsionar o meu negócio