6 Coisas necessárias pra criar um negócio milionário 

PUBLICIDADE

 

6 Coisas necessárias pra criar um negócio milionário 

 

Pode não parecer muito, mas já estamos retornando ao normal. Ou melhor, ao novo normal. 

 

Aos poucos os comércios estão reabrindo, o mercado recuperando e tudo fluindo (na medida do possível, com as restrições necessárias). 

PUBLICIDADE

 

Um fato que só se confirmou nos últimos meses é que, quem não estava no digital, teve mais dificuldade de se manter. 

 

Nesse episódio falamos sobre 6 pontos importantes pra você aplicar no seu negócio imediatamente, porque já deveria estar aplicando. 

 

1 – Tenha um fundo de reserva de, no mínimo, 3 meses

 

Esse fundo de reserva é extremamente importante tanto pra sua empresa, quanto seu, pessoal. 

 

Em qualquer momento de desafio, seu negócio tem a chance de se manter, ou, até mesmo, crescer mais ainda aproveitando as oportunidades.

 

 Na bíblia, na história de José do Egito, existe o Princípio da Quinta Parte. Resumidamente, José aplicou esse princípio no povo do Egito, guardando um pouco do que recebiam, e nos 7 anos de fome, eles tiveram dinheiro o suficiente pra aproveitar todas as oportunidades. Compra de terras, animais, comidas e etc. 

 

Hoje, se você tem um recurso guardado, você tem a oportunidade de, na crise, fazer boas aquisições por um preço muito abaixo do que realmente vale. 

 

Em um momento de crise, o dinheiro não some, troca de mãos; Então, dependendo da sua capacidade de poupar nos anos anteriores, um momento difícil pode te fazer passar com mais tranquilidade, ou, até mesmo, ser um ponto de virada, de você virar o jogo e crescer muito mais.

 

Então, um bom aprendizado retirado de momentos como esse é: Esteja preparado. 

 

 Na Mentalidade Empreendedora, buscamos ter 6 meses dos nossos custos operacionais separados de reserva. 

 

Certa vez, vimos uma oportunidade de usar essa reserva que foi um passo em falso. Não supriu nossas expectativas e nos vimos sem caixa, sem dinheiro e tendo que pagar funcionário e tudo mais. 

 

O que aconteceu é que, só não quebramos, pelo fato de ter uma recorrência rodando que pagasse os custos operacionais até o momento que retomamos o momento de segurança. 

 

2 – Resolva o problema do seu cliente e faça ele querer ficar com você 

 

Quando ajudamos nosso cliente a alcançar o objetivo, aumenta o tempo que ele continua com a gente. 

 

Pra isso, é importante alinhar as expectativas Às vezes, pode acontecer de você querer levar seu cliente pra um lugar que não é onde ele quer ir. 

 

Então saiba perguntar antes coisas do tipo:
“Onde você quer chegar?” “Qual é a sua meta?” 

De forma com que você tenha clareza do caminho que seu cliente precisa percorrer pra alcançar os objetivos. 

 

Quando seu cliente vê progresso junto a você e ao seu negócio, é muito mais fácil manter seu cliente com você. Essa é a chave da lucratividade. 

 

Uma pergunta que eu deixo pra você refletir nesse momento: Se, por qualquer motivo, você fosse impedido de captar clientes, seu negócio iria sobreviver? 

 

O meu sim… Só pela renovação dos meus clientes. 

 

Pra você conseguir isso, pense como fazer seu cliente progredir, ir mais rápido, como você consegue tornar a vida do seu cliente mais fácil. 

 

3 – Atenda e resolva o problema do seu cliente tanto no online quanto no offline 

 

Nessa crise, vi muitas pessoas como palestrantes, por exemplo, que tinha um negócio que funcionava unicamente no offline, dando palestras e tudo mais, que se viram sem o que fazer da noite pro dia. Simplesmente porque subestimaram o poder do online. 

 

Um palestrante que enche um auditório, tem total capacidade de dominar um webinar e vender algo de valor pra sua audiência. Mas acaba nem pensando nessa possibilidade. 

 

Uma observação que eu fiz com um cliente que estava fazendo uma live pra quase 5 mil pessoas foi: “Olha, estamos com o citibank hall lotado!” porque às vezes, pra nós que vivemos no digital, não ficamos tão presentes pra grandeza que tem esse negócio, pra capacidade de impacto que isso possibilita, podendo “lotar um estádio” só com um celular e uma conexão com a internet dentro de casa. 

 

Se você tem um negócio mesmo que seja físico, e atende seu cliente no online, desenvolve um relacionamento com ele, essa transição pra fazer tudo totalmente online vai ser muito mais suave. 

 

4 – Tenha os valores da sua empresa muito fortes

 

Esses valores não são nada “bonitinho” pra ficar na parede. Tem que ter no sangue e executar na prática. 

 

Como que constrói isso? 

 

O ambiente físico facilita essa transmissão, na minha opinião. Porque a convivência no dia a dia, nos intervalos, você consegue deixar mais claro os valores. 

 

Na minha visão, eles precisam ser disseminado pelo Líder da empresa. Os valores precisam ser da essência do líder. Eles saem do líder, passam pela liderança e atingem as pessoas. Então ele precisa ser o exemplo. 

 

Dentro de uma perspectiva de uma “EuPresa”, de um negócio enxuto, comece simplesmente escrevendo o que é importante pra você, quais são os seus “inegociáveis”. 

 

Na minha empresa começou assim. Eu sentei com meu sócio, éramos só nós 2 fazendo tudo, na época, e escrevemos quais são os nossos inegociáveis. 

 

Hoje temos 5 principais valores: 

 

Planejamento: É fundamental se planejar antes de executar qualquer ação. Resumidamente, a frase que sintetiza isso é “Você é o senhor do seu destino.”. O que isso quer dizer? Quer dizer que você tem o poder de mudar a sua realidade. Você não é refém de onde você nasceu nem nada. Modele a realidade que você deseja. 

 

Execução: Vamos fazer dar certo fazendo o melhor com aquilo que a gente tem na mão. Temos a responsabilidades de fazer dar certo. Independente do equipamento, do mercado, da tática… A minha responsabilidade está em mim. 

 

Paixão: O tesouro está na busca. Não é quando “chegar lá” que você vai alcançar o que você deseja. Foque no caminho, na trilha, no processo. 

 

Contribuição: Juntos nós somos mais inteligentes do que sozinhos. Converse sobre as melhores formas de chegar até a solução, contribua com o que você sabe, todo mundo tem algo pra contribuir. 

 

Fé: Não é uma fé religiosa. É faço porque acredito. Ela se estabelece na sua prática. Você não precisa falar que você se importa, que você é uma um ótimo profissional, eu concluo isso olhando o que você faz na prática. O que você faz diz sobre quem você é. 

 

Dica: Não comece a pensar nisso depois de ter “X” funcionários. Tenha isso bem estabelecido agora pra que, quando você contratar, já tenha valores a serem seguidos. Então escreva os seus inegociáveis. 

 

5 – Tenha uma escada de produtos

 

O grande benefício da escada de produtos é o fato de você ter mais possibilidades pra oferecer mais coisas pro mesmo cliente.

 

O que faz você ter recompra no seu negócio, mas sem ser apenas numa linha horizontal, apenas renovando uma assinatura de um mesmo produto, por exemplo, mas em profundidade? 

 

É você ter outros programas que complementam ou resolvem novos problemas do seu cliente. 

 

Por exemplo, eu tenho um produto que faz a pessoa sair do marco 0 do negócio. E depois, tem outro que ajuda a ir até os 100 primeiros clientes. Depois dos 100 pros 1.000, depois dos 1.000 pros 10.000 e assim por diante. 

 

O investimento vai ficando mais alto de acordo com o nível de acesso e suporte que você tem com o especialista. 

 

6 – Tenha um negócio recorrente

 

Recorrência é recompra. É ter a chance de continuar servindo seu cliente, de fazer ele continuar te consumindo e tendo resultado com o que você oferece. 

 

Às vezes, caímos na ilusão de precisar criar um produto, testar, pra depois virar pra recorrência. Isso se dá pela ilusão – também! – de que a recorrência gera um compromisso muito grande. 

 

Mas você pode testar uma recorrência com uma entrega de 3 meses por exemplo, ou até de 1 mês. 

 

“Ah, mas com 1 mês não é recorrência.” 

 

Claro que é. Se você falar que é, é. A partir do momento que você dá a possibilidade da pessoa renovar pro segundo mês e assim por diante. 

 

Como eu disse, foi a recorrência que salvou meu negócio naquele passo em falso. Além disso, a partir do momento que todos os meus produtos viraram recorrentes, o meu negócio cresceu muito mais. 

PUBLICIDADE