Como começar um negócio digital do ZERO

PUBLICIDADE

Como começar um negócio digital do ZERO 

Aqui, vou mostrar as estratégias que usamos pra começar a Mentalidade Empreendedora do 0.

Basicamente começamos com vendas de infoprodutos. 

PUBLICIDADE

O que são infoprodutos: 

Infoprodutos são produtos de informação. 

Pensa numa livraria. Quando você entra numa livraria, você vê livros. O livro é um infoproduto. Dentro do livro tem informação. 

Mas eu não começamos vendendo livros, nós vendemos infoprodutos digitais. 

Formas de produzir um info-produto digital: 

Ebook: A informação que você tem em um livro físico pode estar em um livro digital, um e-book, 

Curso online: A mesma informação de um livro pode ser dividida e estruturada em módulos no formato de um curso online. 

Um exemplo de um cliente nosso, um escritor, fizemos isso. Pegamos o livro dele e transformamos em um curso online. Basicamente, o processo foi: Cada capítulo virou uma aula, os exercícios que o livro tinha viraram exercícios que o aluno fazia e postava em uma comunidade online e o livro físico, virou uma “apostila”.

Evento: O mesmo conteúdo que tem em um livro, pode ser transmitido em uma palestra, online ou presencial. 

Mentoria: O conteúdo contido em um livro pode ser transmitido pra um pequeno grupo de pessoas, de uma forma mais personalizada. 

Consultoria: O conteúdo contido em um livro pode ser transmitido pra uma única pessoa de uma forma mais personalizada ainda com foco em resolver o problema dessa pessoa. 

A forma que eu comecei, foi vendendo cursos online que não eram meus. Eu ganhava comissão por essas vendas. Você pode entender mais Aqui.

Vantagens de ter um negócio digital

Os 3 principais fatores que atraem as pessoas a se aventurarem nesse mundo que me atraíram também foram:

Liberdade geográfica: A possibilidade de trabalhar de qualquer lugar me atraiu muito. Hoje, posso viver isso. 

Apesar de ter um escritório, posso viajar e continuar gerindo meu negócio com muita liberdade e flexibilidade. 

Liberdade financeira: Os produtos de informação tem margens muito mais altas do que a maioria dos outros tipos de produto. 

Quando você vende conhecimento, não existe custo de produção, armazenamento, estoque, logística e os desafios de uma empresa de produto físico.

Uma forma interessante de “driblar” esse processo mesmo em produto físico que um cliente meu fez foi: Vender a informação da camiseta, e quando ele vendia, ele produzia e entregava. Então, o custo de produção dele já estava descontado da venda do produto. 

Além disso, a possibilidade de escala de um produto de informação online é infinito. Quanto custa pra dar um ctrl C + ctrl V? 

Liberdade de tempo: Pra mim, a liberdade de tempo não é “ter mais tempo livre” com o é uma coisa almejada e confundida por quem procura o empreendedorismo. 

Às vezes, as pessoas vendem o empreendedorismo como “ter mais tempo livre” e, de fato, não é isso. Inclusive, você trabalha muito mais do que um emprego formal de 9h às 5h da tarde. 

Pra mim, liberdade de tempo está muito mais relacionado com liberdade de escolha. Está na minha mão trabalhar num domingo, se eu quiser, e não trabalhar numa quarta-feira, se eu quiser. 

Além disso, trabalhar é produzir, é gerar resultado. trabalhar não é gastar tempo no trabalho. Eu posso ir pro escritório e ficar sem fazer nada. Pessoas comuns que trabalham pela hora, se não fizerem nada e estiverem no ambiente de trabalho, vão achar que “estão trabalhando”. 

Liberdade de tempo não é trabalhar menos. É poder escolher em que momento você vai produzir.  

Como cobrar mais caro

Antes de vender produtos, eu dava consultoria pra empresas locais. Em um dado momento, eu arrumei um “bom problema” porque eu comecei a gerar resultado e prestar consultorias até o ponto que a minha agenda lotou. Nesse ponto eu vi que era um gargalo. 

Aí eu tive o insight de transformar o conhecimento que eu passava nas consultorias em um produto digital. 

A segunda coisa que eu fiz foi subir o preço da minha hora, porque ela estava mais valorizada. 

Por exemplo, um palestrante que tem um livro, cobra a palestra mais caro. Um consultor, que tem livro e dá palestra, cobra a consultoria mais caro. 

Então, a percepção de valor da sua marca aumenta quando você tem mais produtos e quanto mais resultados você gera, 

O que você precisa considerar para criar um produto  

O primeiro ponto é resolver um problema. Todo produto criado deve resolver um problema que as pessoas têm. 

O segundo é fazer o que você gosta. Muitas pessoas estão no mercado digital como gafanhotos. O gafanhoto vê uma oportunidade, acaba com tudo e vai pra próxima. 

Muitas pessoas funcionam nessa lógica da seguinte forma: “Fazer tal coisa tá dando dinheiro” aí as pessoas vão fazer isso. Depois mudam, mudam de novo e assim por diante. Estão sempre atrás da próxima coisa que “dá dinheiro”. 

Essa visão te rouba a chance de criar coisas de longo prazo, algo que realmente faz sentido pra você. Porque senão, diante da primeira dificuldade, você para. 

Terceira coisa é que não é simples. Não entre pensando que vai ser mais fácil. 

Pra você que quer dar o primeiro passo

Siga alguém, siga um método e não pare. 

Muitas pessoas começam e param, começam e param, começam e param. 

Existem muitos caminhos que dão certo. Não existe uma verdade única. Então, procure alguém que você se conecte, que você gosta e consome o que ela tem pra te oferecer. Compre os treinamentos e, o mais importante, coloque em prática. 

Seja um Membro do Business Hacker e Comece Seu Negócio 

PUBLICIDADE