Como fazer sua primeira venda online: Mercado de afiliados

PUBLICIDADE

Como fazer sua primeira venda online: Mercado de afiliados

Afiliado é, basicamente, um revendedor online. Você vende um produto que você não produziu e ganha comissão por essa venda. É uma ponte entre quem tem a solução e quem tem o problema. È nesse ponto que ele recebe uma comissão por ter juntado essas 2 pontas. (A comissão varia muito. Pode ir de 10% até 70%, mais ou menos). 

O mercado de afiliados é uma porta de entrada pro mundo digital, justamente por não ter a necessidade de produzir um produto. O afiliado precisa aprender a vender online.

É interessante, também, pessoa optar por começar como afiliado pra aprender e desenvolver as habilidades de venda online antes de ter o próprio produto. 

PUBLICIDADE

Nesse caso, você começa no mesmo nicho que pretende ingressar, se associa a um produto que você entenda e saiba a transformação que ele gera, a partir do momento que você se associa, você recebe um link e recebe a comissão por todas as pessoas que comprarem pelo seu link.

Nesse ponto, você desenvolve as habilidades de venda, você vai entender mais sobre as dores das pessoas daquele nicho, vai entender mais a persona, vai conseguir rodar uma campanha… 

Na prática, você vai colocar a mão na massa com tudo o que precisa pra gerar resultado, vai ser recompensado pelo trabalho e vai ganhar a experiência, acumulando as habilidades necessárias pra entrar no seu nicho com muito mais know-how pra gerar mais resultado. 

Quanto um afiliado ganha 

Tendo em vista um cenário de uma pessoa que quer entrar no mercado digital, tem um outro emprego e tem pouco tempo por dia pra se dedicar, que seja 1 hora por dia pra aprender, desenvolver as habilidades e aplicar o conhecimento, vai ser muito mais vantajoso do que a pessoa que passa o dia no instagram consumindo conteúdo inútil. 

Em relação ao retorno direto de quanto a pessoa consegue ganhar, varia muito de acordo com o nicho, tipo de produto etc. 

Tem casos de pessoas que já ganharam milhões em comissão, literalmente. Milhões de reais em comissões vendendo produtos de outras pessoas. Mas esse é um caso completamente atípico, mas é possível. 

E tem casos de pessoas que podem trabalhar muito e conseguir 1.000 reais. 

Então, não existe uma relação direta. É muito relativo e é esse o preço de empreender. Nada é garantido. 

Tipos de afiliado

Eu gosto de dividir em 3 tipos: 

Autoridade – É o afiliado que usa a própria imagem pra endossar produtos. Uma comparação fácil seria de uma influencer, que recebe os produtos na casa, experimenta e promove com um cupom dela ou algo do tipo, mas pra produtos digitais.

Árbitro – É o afiliado que não coloca o rosto e fica desenvolvendo estratégias pra promover os produtos. É um cara de bastidor, faz anúncios e tudo mais. 

Porta lateral – É um tipo de renda extra, que não afeta no seu faturamento e o foco não é vender, diretamente. Por exemplo, eu ensino a fazer um webinar, dentro da comunidade do Business Hacker. O meu aluno vai ter que usar a ferramenta pra fazer o webinar. Eu indico a ferramenta que eu uso, pra ele contratar pelo meu link e ganho essa comissão. Então, meu foco não é vender, eu simplesmente indico pros meu clientes que precisam daquela ferramenta e ganho a comissão por isso. 

Como começar na prática

A primeira coisa é você entender sobre o produto e sobre o problema que o produto resolve. Se você tiver claro essa relação de problema e solução, vai ser mais fácil fazer a ponte de quem tem o problema e o produto que resolve esse problema. 

Depois engaje em uma conversa com uma pessoa que você conheça no whatsapp ou algo assim e vende o produto pra pessoa, numa ótica de gerar valor, de resolver um problema que ela tem. 

Uma dica interessante é você entregar um bônus seu, como uma aula tira–dúvidas sobre o produto.

É uma tática simples pra você começar sem muito esforço e sem ter muito o que fazer além de se afiliar ao produto que você entende e indicar pra uma pessoa que precisa. 

Depois, você evolui aprendendo sobre tráfego, anúncios e tudo mais, ganhando escala.

Não faça: Ver um produto que está vendendo muito, se afiliar e sair colando seu link em diversos grupos e páginas achando que vai ter resultado. 

Os riscos de ser afiliado

Certa vez, eu estava engajado numa campanha. Eu estava promovendo um produto que tinha uma ótima performance e investi cerca de 10 mil reais pra promover esse produto. Nesse ponto, eu já investia do próprio bolso pra promover um produto que não era meu, porque a comissão compensava. 

Aconteceu que, um mês antes de vendermos o produto, o produtor simplesmente tirou o produto do ar. E acabou. Perdemos o investimento. 

O ponto positivo foi que eu construí lista, eu tinha contatos de pessoas e eu podia vender outras coisas pra ela. 

Outro caso foi que o produto dava uma comissão. Por volta de 40 ou 50% do produto, na época. Uma hora ele se arrependeu de dar essa comissão, tirou o produto do ar e colocou de novo com uma comissão de 10%.

São os riscos que você corre. Por isso, o mercado de afiliado é uma boa porta de entrada, pra conhecer e desenvolver as habilidades no mercado. Mas pra viver, de fato, você fica refém da decisão que não tem nenhum poder de influência e impacta diretamente no seu negócio. Então, pro longo prazo, não vale a pena. 

Foram coisas como essas que me fez evoluir de afiliado pra produtor. 

Uma dica importante: 

Se conecte com pessoas que estão nesse caminho, com pessoas que tiveram os resultados que você quer ter e esteja dentro de um grupo que possa aprender, compartilhar e crescer junto.

>>> Conheça o Business Hacker e Aprenda a Vender Online <<<

PUBLICIDADE