O que a Netflix ensina a você sobre negócios e crescimento?

A Netflix transformou a forma como milhões de pessoas em todo mundo consomem conteúdo áudio visual.

A partir de uma conexão até das mais básicas com a internet e uma conta no site da empresa, é possível ter acesso a uma quantidade incrível de séries, filmes e documentários.

Há conteúdo para todos os gostos desde, filmes de terror, romance, séries de aventura e até mesmo documentários e seriados sobre carreira e negócios.

O melhor é que é todo esse acesso é fornecido a uma taxa irrisória em vista da qualidade do serviço de streaming que a empresa oferece.

Por isso não é de se espantar quando um amigo ou amiga fala que sua atual forma preferida de ver séries e filme é o serviço da Netflix.

Inclusive é cada vez mais comum ver as pessoas abandonando a compra de Dvds ou Blu-rays.

Hoje em dia, a Netflix é conhecida mundialmente, contando com mais de 118 milhões de assinantes e valor de mercado de mais 110 bilhões de dólares.

E o que podemos aprender com ela sobre tamanho sucesso nos negócios e crescimento é o tema central das próximas linhas deste conteúdo exclusivo.

Acompanhe, vamos entender juntos o que a Netflix pode te ensinar sobre modelo de negócio de recorrência.

A estrada até aqui: como a Netflix começou e o que a fez tornar-se referência de mercado

A Netflix começou suas operações em 1998 quando os empresários Marc Randolph e Reed Hastind tiveram uma ideia curiosa de negócio.

Alugar e vender fitas VHS e entregar por meio de carta na porta da casa dos clientes, as transações feitas por meio de um site.

No entanto, como a maioria da renda da empresa vinha das vendas (impressionantes 99% dela) decidiram estudar melhor o negócio e fazer testes para chegar no ponto ótimo do que desejavam.

Levou alguns anos, mas Hastind e Randolph chegaram ao modelo de negócios que faria a Netflix chegar aos números assombrosos de resultados que vimos acima.

Um sucesso absoluto, com faturamento alcançado por meio de assinaturas mensais e baratas para um serviço de entrega extremamente lucrativo para a empresa.

No primeiro trimestre de 2018, a empresa chegou a faturar nada menos que U$ 3,7 bilhões (R$ 12,6 bilhões).

Um sucesso estrondoso alcançado graças ao modelo de negócios da venda recorrente.

Esse modelo, o de recorrência, se baseia na venda de um produto ou serviço com recompra periódica. Ou seja, o cliente contrata o serviço ou compra o produto com uma frequência pré-determinada.

Atualmente, o modelo de recorrência mais utilizado é o das assinaturas mensais, pagas por meio de cartão de crédito ou boleto  bancário.

A Netflix é reconhecidamente a referência nesse modelo de negócios.

E agora que entendemos como ela começou e de que forma atingiu o sucesso, vamos aprender algumas lições de negócios que essa empresa tem a ensinar.

Geralmente, as primeiras ideias para um negócio precisarão ser descartadas ou modificadas

Inicialmente, a ideia dos fundadores da Netflix era vender e alugar fitas de VHS.

E o seu diferencial em relação à concorrência naquela época, 1998, era a venda feita pelo site da empresa e entrega da fita VHS na residência do cliente.

Embora fosse um método validado (ou seja, viável para o negócio), Hastind e Randolph precisaram reformular a ideia já nos primeiros meses. Pois o objetivo principal era alugar as fitas, mas a renda da empresa vinha praticamente toda das vendas.

Assim, foi preciso reformular seu modelo de negócios para não cair no campo das commodities. Ou seja, um negócio de fácil concorrência e que muitos players pudessem entrar.

E foi a partir de mudanças, alterações e testes com suas ideias, que eles conseguiram chegar a melhor forma de negócio possível, que fez a Netflix ser o que é hoje.

Isso nos mostra que, ao empreender, é preciso não ter grande apego às suas primeiras ideias para um negócio. Deve-se dar atenção a todas as que vierem e escolher a melhor, fazendo reformulações sempre que necessário.

Modelos de negócios tradicionais ainda tornam empresas bilionárias

Muitas pessoas acreditam que o modelo de venda recorrente é algo bem recente, coisa deste milênio.

No entanto, o uso da recorrência é bem mais tradicional e antigo do que parece. Quem não lembra, por exemplo, do início dos planos de TV a cabo, ou das assinaturas mensais de revista?

Ambos ainda existem hoje em dia, embora as assinaturas dessas empresas não estão mais tão em alta, até por se tornarem commodities e perderem para competidores no mercado por conta do advento da internet.

Mas a crise dessas empresas não pode ser atribuída ao modelo de assinatura, que é tão presente na economia de recorrência.

E foi adotando este modelo com maestria, a Netflix soube usá-lo em sua melhor forma junto ao seu serviço com as novas tecnologias de streaming.

Assim, é importante aprender a sempre analisar se aquela sua ideia de negócio realmente precisa de um modelo novo, ou se pode se encaixar bem em algo consagrado como o modelo de assinatura.

Praticidade para contratar o serviço, qualidade de entrega e inovação contínua: a Netflix é um exemplo de entrega que você deve ter para o seu negócio

netflix

Em relação ao seu total de assinantes, as reclamações de clientes a Netflix são até baixas.

Isso se deve à forma como a empresa entrega seu serviço e a facilidade de usar a plataforma de streaming e contratá-la.

Em poucos minutos, e de forma bem simples, é possível contratar o serviço da empresa pela internet. Soma-se a isso a facilidade de se estabelecer o meio de pagamento desejado pelo cliente e pronto, já pode usar.

A qualidade que a Netflix entrega também é superior à de muitos concorrentes. São milhares de filmes e séries. Basta escolher um deles e assistir pela internet, que nem precisa ser das mais rápidas para conseguir reproduzir bem o conteúdo.

Além disso, outra coisa que qualquer empreendedor pode aprender com a Netflix é a importância de sempre inovar em algo.

Seja como a empresa fez ao largar a venda de VHS (abandonando o trabalho com commodities) e criar algo novo baseado na recorrência; ou dando a oportunidade dos usuários sugerirem filmes e séries que gostariam de ver na plataforma, mostrando compromisso com os desejos de seus clientes.

Você pode aprender mais fazendo parte da nossa comunidade de negócios avançados!

Acabamos de conhecer algumas lições importantes que a Netflix tem a ensinar para empreendedores de todo o mundo.

Muito mais poderia ser passado aqui, mas pesaria em relação a proposta deste conteúdo.

Então, se você deseja aprender mais sobre o modelo de recorrência, aumentar as vendas da sua empresa e outros assuntos pertinentes ao mundos dos negócios, faça o seguinte.

Entre agora mesmo para a Business Hacker, uma tribo de empreendedores compartilhando conhecimentos para turbinar o crescimento de suas empresas.

Clicando aqui embaixo, você vai poder conhecer o nosso manifesto, assim como encontrar e fazer parte de uma comunidade viva e engajada que busca a cada dia melhorar seus resultados nos negócios.

➥ Desejo me tornar um Business Hacker e turbinar o crescimento do meu negócio agora mesmo