Como a receita recorrente pode enriquecer sua empresa e como aplicar isso agora

Talvez você já tenha ouvido falar em venda recorrente, um modelo de negócios que gera receita previsível todos os meses para empresas que decidiram inovar.

E não foi uma, ou duas, que tomaram essa decisão.

Empresas de todo o canto do mundo estão lucrando devido a estes modelos de assinaturas que começaram sendo implantados, a princípio, em e-commerce, e que proporcionam receita recorrente.

No entanto, hoje, o conceito se expandiu e foi adaptado à diversas outras áreas, dos segmentos e nichos mais diferentes, de pequenos a grandes negócios, de produtos físicos a infoprodutos.

Foi a melhor maneira que empreendedores encontraram para atrair, e ao mesmo tempo, fidelizar seus clientes, garantindo assim uma projeção segura – e muitas vezes até surpreendente- de uma parte de seu faturamento.

Se você quer entender como alavancar a sua empresa com receita recorrente e ter um fluxo de caixa saudável, leia esse artigo com atenção até o final. Confira!

Como funciona a receita recorrente?

Para você entender melhor o conceito de receita recorrente, deixe-me explicar:

Empresas criam um clube de assinatura de produtos, e cobram um valor mensal para que o cliente receba em casa produtos selecionados ou para que tenha acesso a um determinado serviço ou conteúdo.

Os produtos, claro, variam conforme o segmento da empresa e podem ir desde cosméticos a livros, sex shop, vinhos, produtos para barba e etc.

No entanto, empresas que desejam oferecer esse mix de produtos e serviços, precisam ter a segurança de que irão conseguir honrar com o que a assinatura promete.

Neste caso, a logística, por exemplo, é fundamental, e costuma costuma ser fator crítico onde muitas empresas que iniciam no ramo acabam pecando. Portanto, esse ponto merece atenção redobrada.

Se o seu negócio de assinaturas envolve produtos com uma entrega recorrente, é preciso atentar-se à empresa de logística.

Então, provavelmente você logo se verá na situação de cobrar de seus clientes naquela data específica do contrato.

Mas, acredite, sua vontade de ser pago não é maior que a do consumidor de receber o seu produto.

E, caso ele não receba, obviamente atrasará o pagamento.

Para evitar maiores problemas, a empresa precisa ter mais de uma opção de fornecedor. Dessa forma, a entrega será garantida.

Portanto, aqui vai uma dica: tenha sempre uma carta na manga para garantir a satisfação de seus clientes.

Essa definição de clube de assinatura leva em consideração diferentes públicos que serão definidos por interesses e valores que o cliente deseja investir. Mas, também com base na seleção de produtos que ele irá receber.

Por exemplo, uma empresa que oferece um Clube de Degustadores de vinho pela internet, definiu diferentes valores que vão desde R$ 66 a R$ 780.

Assim, um especialista em vinhos define qual será o kit recebido para cada tipo de assinante, dependendo do valor investido.

Como você já deve ter percebido, cada empresa possui um modelo de assinatura diferente.

Cabe a você escolher o que mais gosta e qual lhe funcionará melhor para o seu público.

Como oferecer esse serviço para o meu cliente?

Como você já deve ter percebido, cada empresa possui um modelo de assinatura diferente. Cada um com sua forma particular de trabalhar.

Enquanto umas oferecem caixas de produtos, outras oferecem cursos online. Não existe um modelo certo ou errado de se fazer.

Você pode criar kits ou combos de produtos que podem variar (ou não) a cada entrega.

Por exemplo, uma padaria pode enviar, todos os dias, uma quantidade predeterminada com o cliente, de pães especiais ou um kit com pão + leite + queijo.

Na internet, existe clube de assinatura de produtos de higiene masculina. Todo mês, o cliente recebe lâmina de barbear, shampoo, camisinha, pasta de dente, etc.

Todos esses são itens que ele usa com frequência, mas esquece de comprar. Essa é uma empresa que “acertou no alvo!”.

Atenderam uma necessidade básica de seu público e resolveram o problema: entregar em casa produtos que ele precisa muito, mas que esquece de comprar.

Exatamente o que comentamos no tópico anterior.

Mais um exemplo: imagine uma empresa cujo o seu maior público é a terceira idade.

Idosos possuem dificuldade de locomoção e, na maioria das vezes, não possuem alguém que possa fazer suas compras por eles.

Além de tudo, é um público que consome de forma mais previsível.

Não seria interessante a criação dos combos de produtos para eles? Entregues no conforto de seu lar?

As vantagens da receita recorrente para a sua empresa

receita recorrente

A venda recorrente  garantirá maior previsibilidade para a geração de receita da sua empresa, permitindo o crescimento consistente de forma mais robusta se comparada ao modelo de vendas pontuais.

Essa diferença fica clara quando se têm informações a respeito do faturamento desses dois tipos de empresas.

Pense aqui comigo: uma empresa de vendas pontuais tem todas as suas receitas geradas somente através de novas vendas Logo, demanda determinado esforço do time comercial.

Enquanto isso, o modelo recorrente permite que a base de clientes contribua de forma contínua e constante para os ganhos da empresa, fazendo com que cada novo cliente gerado agregue mais à receita do seu negócio.

Sendo assim, são perceptíveis as vantagens do modelo de recorrência para as empresas.

Afinal, cada nova venda só acumula, ajudando no crescimento do faturamento da empresa de forma linear.

Além desta vantagem óbvia, há ainda outros benefícios que a empresa pode colher ao utilizar o modelo recorrente. Dentre eles podemos citar:

  • Aumento do ticket médio (valor médio de vendas por cliente);
  • Maior facilidade de upselling (venda de produtos ou serviços adicionais de maior valor agregado);
  • Redução da influência de fatores como a sazonalidade;
  • Maior facilidade para captação de recursos e investimentos, bem como poder de barganha com fornecedores e entre outros;
  • Maior fidelização de clientes, reduzindo muito a necessidade de propaganda para prospecção de novos clientes.

Crie ou migre o seu negócio para o modelo de receita recorrente!

Mesmo que o modelo de recorrência seja complexo de se implementar e tenha muitas atenuantes a se levar em conta, ainda assim é o único que possui o maior potencial de trazer uma receita previsível ao seu negócio.

No entanto, não é nada que uma mudança no posicionamento comercial e na estruturação da oferta de serviços não possa resolver.

E então, preparado para iniciar ou transformar o seu negócio em um modelo baseado em assinaturas?

Se sim, nós da Mentalidade Empreendedora preparamos para você um artigo especial.

Quer descobrir como vender mais usando um plano de recorrência? Então, é imprescindível que você leia esse texto.

➥ Quero saber como vender mais com um plano de recorrência no meu negócio